Open Nav

RSU – Restrict Stock Units

O que é RSU - Restricted Stock Units?

RSU - Restricted Stock Units é uma forma de compensação financeira que o empregador oferece ao empregado, na forma de ações da empresa. 

RSUs são emitidas para um funcionário por meio de contratos de vesting, uma forma especial de contrato que assegura a uma das partes direito a uma participação progressiva no capital social da empresa.

A entrega das RSUs ocorre mediante o cumprimento de condições relativas ao tempo de casa do empregado.


Entendendo RSUs - Restricted Stock Units

Quando uma empresa quer atrair e reter talentos, ela precisa buscar alternativas de compensação financeira que complementem o salário. Uma dessas alternativas são as RSUs, ou Restricted Stock Units. 

O conceito é simples: por meio de um contrato de vesting, fica estabelecido que o funcionário receberá uma certa quantidade de ações após cumprir o vesting period, ou período de vesting, que é o tempo que ele deve permanecer na empresa.

O contrato também estabelece o vesting date, ou data de vesting, que é a data na qual as ações serão entregues, se o funcionário cumprir o vesting period.

Essas ações às quais o funcionário terá direito são, a princípio, restritas; embora elas tecnicamente existam, nada pode ser feito com elas. Por isso, o nome Restricted Stock Units, que, em português, significa Unidades Restritas de Ações. Quando o período de vesting é completado, elas passam a ser ações comuns, que podem ser negociadas na bolsa.

Outro ponto importante é que, na compensação por RSU, o preço das ações não fica pré-determinado. Elas são avaliadas de maneira justa, de acordo com o preço praticado no mercado, quando chega a data de vesting.

Qual é a vantagem de RSU - Restricted Stock Units para a empresa e para o funcionário?

Para a empresa, a grande vantagem de oferecer RSUs é que essa é considerada uma compensação atrativa para profissionais de talento, incentivando a permanência em longo prazo na organização, mas que tem custo mínimo para o negócio, ao contrário do pagamento de bônus e comissões.

Já do ponto de vista do funcionário, a vantagem de RSU é o fato de que ele está recebendo uma forma de remuneração que pode se valorizar com o tempo. Se a empresa for bem sucedida e crescer, as ações sobem de preço; o que significa que ele vai ter um ganho concreto a partir do seu esforço para colaborar com o negócio.

De fato, um dos argumentos favoráveis ao pagamento de compensação na forma de RSUs é que ele aumenta o "sentimento de dono" (ou, no caso, de acionista) dos funcionários, ajudando a fomentar o comprometimento na equipe.

Qual é a diferença entre RSU - Restricted Stock Units e SOP - Stock Option?

Tanto RSU quanto SOP são formas de compensação por ações, mas elas apresentam algumas diferenças entre si.

Para começar, no caso de SOP, o preço das ações é predeterminado. No caso de RSU, esse preço só é estabelecido na data de vesting.

Outra diferença importante está no fato de que o SOP prevê que o funcionário ainda precisa pagar para adquirir ações da empresa, porém, ele terá acesso a um preço menor do que o de mercado.

Enquanto isso, no caso de RSU, o funcionário não paga nada pelas ações; a empresa arca com o custo sozinha.

Eles também diferem na dinâmica da entrega. No SOP, a empresa deve entregar opções de compra das ações ao funcionário. Então, o funcionário exerce as opções para comprar as ações a um preço menor do que é praticado no mercado.

Enquanto isso, na RSU, a empresa entrega diretamente as ações para o funcionário. Caso esteja previsto no contrato, existe a alternativa de fazer o pagamento em dinheiro, no valor correspondente ao preço dos papéis.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados