Open Nav

Risco Brasil

O que é Risco Brasil

O Risco Brasil, ou Risco País, é um conjunto de índices que permitem avaliar a estabilidade política e econômica do país e, assim, indicar o nível de risco enfrentado por investidores estrangeiros que desejam colocar seu capital aqui. Esse conceito informa se é seguro apostar na economia brasileira para realizar investimentos.

Entre os índices que compõem o Risco Brasil, temos: EMBI +Br, Credit Default Swap do Brasil (CDS) e o Rating de diversas agências.

Também podemos dizer que o Risco Brasil reflete o grau de confiança dos investidores em relação à economia do país. Nesse caso, quanto mais alto o Risco Brasil, menor o grau de confiança.

Como Investir nos Melhores Fundos

O que são os índices do Risco Brasil

 

O primeiro índice, como vimos, é o EMBI +Br. Ele foi desenvolvido pelo banco JP Morgan e vem sendo acompanhado desde Dezembro de 1993, para avaliar países de economia emergente.

O EMBI +Br estabelece uma comparação entre a rentabilidade dos títulos da dívida pública brasileiros e os títulos do tesouro americano. Essa diferença no retorno aponta para a capacidade do Governo brasileiro cumprir suas obrigações financeiras. Afinal, quanto maior o risco de um investimento, maior o retorno que ele promete (também conhecido como prêmio de risco).

Quanto maior a taxa de juros dos títulos públicos brasileiros, em relação às taxas dos títulos americanos, maior o risco do Governo brasileiro não pagar os investidores que comprarem esses títulos. Os EUA são sempre usados como referência, porque consideramos que ele apresenta o menor risco possível, já que ele é o próprio emissor da moeda de referência global, o dólar.

O segundo índice é o Credit Default Swap. O CDS é uma forma de proteção para o investidor, com a finalidade de mitigar o risco de default, isto é, de não receber o pagamento. Se o CDS é mais alto, isso indica que o risco de default é maior. Ele é medido em pontos.

O terceiro indicador é o Rating, a classificação recebida de uma agência avaliadora de risco. As principais agências são a S&P, a Moody's e a Fitch. Cada uma delas avalia os países de acordo com uma série de critérios e oferece um rating ao final; o rating mais alto é o AAA. Quanto mais alto o rating, menor o risco.

O Risco Brasil em 2019

Em Setembro de 2019, um dos indicadores do Risco Brasil, o CDS, atingiu o menor nível em seis anos, com 116 pontos. Em 2018, ele passava de 300 pontos.

A queda coincidiu com a aprovação da reforma da previdência. Isso aponta para um cenário melhor, um futuro em que o Brasil será mais atrativo para investidores estrangeiros. Porém, por enquanto, esses investidores ainda demonstram cautela.

De acordo com os especialistas, o motivo é que, enquanto o Risco Brasil pode ter melhorado, outros fatores importantes para a decisão de trazer capital para o país, como o desempenho da moeda nacional diante do dólar, não estão acompanhando esse movimento.

Outro fato interessante é que, atualmente, o Brasil não tem o grau de investimento recomendado da agência S&P. O rating do país com essa agência, em 2019, foi BB-, que não é suficiente para indicá-lo como "bom pagador" aos investidores estrangeiros.

Risco Brasil e Trading

Normalmente, pensamos no Risco Brasil em termos de como ele pode afastar o capital estrangeiro da economia nacional. Porém, ele tem vários outros efeitos, inclusive afetando os brasileiros que atuam com trading.

Muitos investidores estrangeiros estão operando com a Bolsa de Valores e o mercado futuro no Brasil. Quando o risco é alto, eles param de operar, provocando desaquecimento e derrubando a liquidez dos ativos.

Isso prejudica o trader por que seu trabalho consiste, justamente, em realizar um alto volume de transações de curtíssimo prazo.

 

Como Investir nos Melhores Fundos

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados