Última modificação em 2 de outubro de 2020

O que é PSR (Preço sobre Receita)?

Preço sobre Receita (PSR) é um índice que permite que um investidor compare empresas de acordo com o valor das suas receitas no mercado. Ele indica, portanto, a relação entre o valor de mercadode uma empresa e o lucro obtido com as vendas de um produto ou serviço - ou seja, o valor de cada unidade monetária recebida.

O ideal é usar esse indicador para comparar empresas de um mesmo segmento - o resultado permitirá descobrir qual gera mais receita em comparação ao seu valor de mercado. Quanto menor o número, melhor o resultado - um indicador abaixo de 1, por exemplo, é considerado ótimo.

A fórmula é baseada no preço sobre receita, ou seja, no lucro gerado pelas vendas de produtos ou serviços. 

Imersão em Fundos Mais Retorno

Para que serve o Preço sobre Receita?

Esse índice permite analisar o valor de cada real gerado pela venda de um determinado produto ou serviço. É mais relevante ao se comparar empresas que vendem produtos similares ou que atuem no mesmo setor.

Para o cálculo devem ser considerados os últimos quatro trimestres do ano. Um PSR baixo pode indicar que a ação está subvalorizada. Já um índice acima da média sugere uma sobrevalorização. 

Por exemplo: digamos que uma empresa X inserida no setor automotivo apresente PSR menor que 1 enquanto a média do setor exiba um PSR de 1,7. Isso pode significar que a empresa está subvalorizada, portanto, é uma boa opção de investimento.

Vale lembrar que esse indicador deve ser utilizado para complementar a análise fundamentalista, ou seja, usá-lo isoladamente pode acarretar enormes riscos a um investidor. 

Como calcular o PSR?

Para calcular o Preço sobre Receita é preciso dividir o valor de mercado da empresa pela receita líquida ou o preço de uma ação pelo seu valor líquido. 

Esse indicador se tornou popular em 1994 quando Kenneth Fisher passou a usá-lo para identificar ações que pudessem despertar o interesse dos investidores. Em seu livro Super Stocks, o analista explica que as “Super Ações” são aquelas que apresentam enorme potencial de crescimento de sua receita líquida, ou seja, são ações de empresas de destaque no mercado, que foram compradas a um preço bastante atrativo. Assim, essas ações podem gerar taxas de retorno a longo prazo de até 100% ao ano. 

Para fundamentar o cálculo do PSR, Kenneth Fisher explica que um investidor deve analisar as vendas, a margem de lucro e quanto dinheiro esse negócio gerará no futuro.

Além disso, para investir em ações lucrativas é preciso calcular a estrutura e a possibilidade de expansão do negócio. Segundo o analista, para se lucrar com ações de grandes empresas é preciso observar as seguintes regras:

O PSR também pode ser usado para medir o timing do mercado, assim como qualquer outro mecanismo de temporização. Nesse caso, é preciso cronometrar o mercado de ações. Quando uma empresa estiver vendendo ações com PSR baixo, é hora de comprar.

Caso não seja possível encontrar empresas com indicador abaixo de 1, evite comprar ações. Além disso, é preciso analisar se a empresa está voltada para o crescimento sustentável, se investe em ações de marketing e em profissionais criativos e se conta, ainda, com bons controles financeiros. 

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Ágio

O que é o ágio? Ágio é um termo utilizado no mercado financeiro para designar a diferença entre o valor de mercado de um produto e…

Veja outros termos