Última modificação em 5 de abril de 2019

O que é o Produto Nacional Bruto?

O Produto Nacional Bruto (PNB) é um indicador de todos os produtos e serviços produzidos por uma nação. Entre os agentes econômicos considerados no cálculo estão os cidadãos e as empresas brasileiras, mesmo que residentes em outros países.

A base para se encontrar o resultado do PNB advém dos números encontrados no próprio Produto Interno Bruto (PIB), que considera as riquezas produzidas em determinado ano através da geração de bens.

Outros dois conceitos importantes para o PNB são: a Receita Líquida Enviada ao Exterior (RLEE) e a Receita Líquida Recebida do Exterior (RLRE), que relacionam as remessas que chegam e saem do território.

Antes de te explicar cada detalhe desse indicador, é importante ressaltar que tratamos aqui do PNB dos países (por ser a aplicação mais comum), mas ele também pode se tratar de cada estado e/ou município individualmente.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Como funciona o Produto Nacional Bruto?

Viver em mundo globalizado trouxe à humanidade uma série de questões novas: o intercâmbio cultural, a comunicação em velocidade recorde, o desenvolvimento conjunto da tecnologia… Entre tantos outros que nos permitem acompanhar os nossos avanços (e desavanços) ao redor do globo.

As demandas ligadas à globalização não se limitam a cada pessoa de forma privada. Os Estados também precisam se preocupar com o seu posicionamento no mundo e em como isso os afeta diretamente.

Um desses pontos está diretamente relacionado à economia. A grande questão criada é: como monitorar as riquezas produzidas por uma nação (importante para a mensuração do seu desenvolvimento) quando tantas de suas empresas e cidadãos estão em outros países?

E é justamente para suprir essa necessidade que se cria o Produto Nacional Bruto, cuja função principal é relacionar quanto capital se produz anualmente, através de brasileiros residindo no Brasil ou fora dele.

Como veremos na próxima seção, o cálculo do PNB faz questão de excluir a riqueza gerada por estrangeiros (pessoas físicas ou jurídicas) do resultado final. Exemplo esse que não é seguido nem pelo PIB, nem pelo PIL.

Como o Produto Nacional Bruto é calculado?

Para calcular o Produto Nacional Bruto, basta fazer uso da seguinte fórmula:

Sim, são duas fórmulas! Mas ambas exprimem a mesma lógica.

Na primeira, consideramos o Produto Interno Bruto (PIB) e a Receita Líquida Enviada ao Exterior (RLEE).

O PIB, como já sabemos, é o conjunto de todos os produtos e serviços produzidos por um país em um determinado ano.

Já a Receita Líquida Recebida ao Exterior (RLRE) é a diferença entre as remessas enviadas ao Brasil pelas companhias brasileiras no exterior e as remessas enviadas pelas empresas estrangeiras sediadas aqui, aos seus países de origem. Ou seja:

Na segunda fórmula, além do PIB, contamos também com a Receita Líquida Recebida do Exterior (RLEE). A RLEE segue o mesmo princípio da RLRE, alterando apenas a ordem dos fatores.

Os países subdesenvolvidos e emergentes tendem a ter um PNB menor do que o PBI, pois não possuem grande capacidade para disseminar as suas companhias (e tecnologias) pelo mundo. Os países desenvolvidos, por sua vez, têm muitas companhias multinacionais, de modo que recebem um volume elevado de remessas estrangeiras.

Justamente por isso os países realizam mais ou menos publicidade do seu PNB. Quando menos, em geral é porque o PNB é menor do que o PIB: como é o caso do

Brasil, onde o primeiro é 3% menor do que o segundo.

Quando a publicidade é maior, como no caso dos Estados Unidos, por exemplo, fala-se mais de PNB do que PIB. Dessa forma, com números maiores, se parece também mais rico. E isso é tudo o que as nações buscam, certo?

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Portabilidade Bancária

Confira como funciona a portabilidade bancária para o recebimento de salário e transferência de empréstimo ou financiamento.

Veja outros termos