Última modificação em 4 de fevereiro de 2020

O que é o perfil arrojado?

Perfil arrojado é o nome dado a um tipo específico de investidor, categorizado conforme a sua tolerância ao risco e de quanto da previsibilidade ele está disposto a ceder em troca de maior rentabilidade em seus investimentos.

Nesse caso, o investidor tem uma tolerância ao risco muito maior do que a de outros perfis de investidor, de modo que mesmo investindo em alguns títulos mais seguros, ainda aceita correr mais de risco ao investir em ativos que ofereçam maior de rentabilidade.

No artigo sobre o perfil conservador, cujas características discutiremos mais no próximo tópico, usamos o seu tio como exemplo. No artigo sobre o perfil moderado, por sua vez, aquele seu amigo bobalhão do jardim de infância. Ao refletir sobre qual figura do dia a dia melhor representaria as dinâmicas do perfil arrojado, encontramos outro exemplo perfeito: o gerente.

O gerente é a figura, feminina ou masculina, de maior autoridade dentro daquele departamento. Esse negócio é, para ele, como cuidar dos seus sobrinhos no fim de semana: dá trabalho, mas também traz muitas alegrias, sem assumir todo o risco do mundo. É lógico que se algo der errado, ele perde o emprego dele, mas é um risco que vale a pena assumir, visto que o salário é maior e as chances de crescer também.

Pense bem: o gerente não assume todo o risco, mas está em muito mais evidência do que se fosse um subordinado comum, logo existe uma dose extra de ameaça ao seu trabalho. No caso do perfil arrojado, é a mesma coisa.

Ele não assume todo o risco (isto é, não investe obstinadamente em todos os ativos mais arriscados do mercado financeiro), mas tem uma chance muito maior de perdas. Logo, existe uma dose extra de ameaça ao seu patrimônio.

É importante frisar, antes de tudo, que isso não faz dele a pessoa mais destemida do mundo, nem o melhor investidor de todos. Assumir mais riscos é apenas uma estratégia, que deve casar bem com os objetivos de vida da pessoa que está investindo. Do contrário, o que antes era uma baita oportunidade de crescimento, se transforma em desespero e imprudência.

E acredite: não existe nenhuma virtude em perder mais ou menos dinheiro, apenas porque se agiu de forma arriscada sem estratégia.

Ao se identificar com o perfil arrojado, o melhor que você pode fazer é estudar mais acerca dos ativos mais comumente indicados para essa categoria. Afinal de contas, compor uma carteira nem sempre é tarefa fácil e demanda entender corretamente cada investimento.

Para este perfil, as opções mais usuais são:

Banner Imersão em Fundos de Investimentos Mais Retorno

Não sei qual é o meu perfil como investidor… E agora?

O perfil arrojado não é o único que existe. Na verdade, além dele existem ainda: o perfil conservador,o perfil arrojado (sendo que esses dois já citamos no primeiro tópico) e o perfil agressivo.

O perfil conservador se encontra no menor nível na escala de tolerância ao risco. Isto é, ele suporta bem menos o risco: embora também tenha o objetivo de acumular patrimônio, não perder nada é uma demanda muito maior.

O risco moderado, por sua vez, suporta um pouco mais de risco do que o conservador. Ele ainda busca segurança, mas já está aberto pra ETFs, por exemplo.

Por fim, temos o perfil agressivo. Esse é mesmo o que mais gosta de se arriscar, entre todos os outros, e de quem o investidor de perfil arrojado mais se aproxima, quando se trata de sensibilidade ao risco.  Ações, por exemplo, são um prato cheio para o perfil agressivo.

"Mas como eu faço para descobrir qual é o meu perfil como investidor?", você deve estar se perguntando. E a resposta é mais simples do que você pensa, acredite.

Aqui no Mais Retorno, nós já preparamos um teste rápido e completo especialmente para você. Nele, você seleciona algumas respostas a perguntas direcionadas e em poucos instantes já descobre qual é exatamente o seu perfil, para poder escolher os melhores investimentos para você daqui para frente. Incrível, né? Para realizar o teste, é bem simples: basta clicar aqui.

Termo do dia

Eurasia

Confira como a empresa de consultoria Eurasia relaciona o cenário político aos rumos do mercado financeiro.

Veja outros termos