Última modificação em 30 de outubro de 2020

O que é Moat?

O moat - também conhecido como fosso econômico - foi um termo criado por Warren Buffett e serve para representar a vantagem competitiva a longo prazo que uma determinada empresa tem em relação a outras do mesmo setor de atuação.

O moat é resultado direto de técnicas e estratégias usadas pelas empresas para se destacarem em seu ramo de atuação, permitindo a elas permanecerem no mercado por muito tempo sem sofrer perdas na rentabilidade e apesar dos competidores.

A ideia é que a empresa produza um fosso econômico grande o suficiente para resistir às competidoras durante um longo período!

Para ilustrar o que Buffett pensa sobre o moat, podemos pensar nos fossos que ficavam em volta dos castelos no período medieval com o objetivo de dificultar a penetração dos inimigos.

Desse modo, quanto maior for o moat, maior será a vantagem competitiva de uma instituição; mais sustentável ela será no longo prazo e maior será a vantagem em ser acionista desta empresa.

Para uma estratégia de investimento de longo prazo, avaliar qual é a vantagem competitiva das instituições com ações na bolsa pode resultar em bons negócios.

Por que o Moat é importante?

É possível avaliar a importância do moat sob dois pontos de vista principais: o ponto de vista da própria empresa e do investidor.

Do ponto de vista da empresa, o moat é importante porque cria um distanciamento em relação às concorrentes que permite uma atuação altamente sustentável no longo prazo.

Lembra dos fossos de castelos medievais? Conforme o tempo passa, se o fosso aumenta, é mais difícil para os invasores ultrapassarem ele. Assim, o castelo fica preservado durante muito tempo e pode se desenvolver cada vez mais.

Essa é uma boa metáfora para entender o que significa a sustentabilidade a longo prazo de uma empresa: ela vai deixando as competidoras cada vez mais distantes e perpetuando sua participação no mercado e seu lucro. Cria-se um fosso maior ao longo do tempo.

Esse fosso, do ponto de vista do investidor, será vantajoso na medida em que demonstra que a empresa em questão trará retornos positivos no longo prazo e por muito tempo. Assim, há mais segurança de a mesma será capaz de manter um bom retorno para o investidor mesmo quando o mercado sofrer com reviravoltas.

Que tipo de característica cria um Moat?

Há uma série de características que permitem a criação de um moat para uma empresa. Algumas delas são bastante evidentes em setores específicos.

Um exemplo são os ativos intangíveis, como patentes, muito comuns no setor farmacêutico.

Esse tipo de ativo cria um fosso ao permitir que apenas uma instituição possa fazer uso de uma certa fórmula, por exemplo, ou então cobrar para que outras possam usá-la.

O custo de mudança também pode gerar um moat. Muitas vezes para quem consome um serviço ou produto o custo de trocar é tão grande que é melhor permanecer com o que já possui ou usa.

Podemos citar ainda o efeito de rede, que ocorre quando a quantidade de pessoas que usa um certo serviço faz com que outras passem a utilizar também. Cada novo usuário pode trazer outro e etc.

E, enfim, ainda temos as vantagens de custo (capacidade de manter custos operacionais baixos) e a escala eficiente (ou monopólio). Esse último é, junto com a criação de ativos intangíveis, uma das formas mais evidentes de moat.

Como descobrir um Moat?

Um investidor pode encontrar um moat tanto através de análises qualitativas quanto quantitativas.

A análise qualitativa consiste, basicamente, em avaliar se a empresa em questão possui alguma das características que citamos anteriormente como criadoras de moat dentro de seu setor.

Já a análise quantitativa consiste em observar os números. Comparar o histórico financeiro da empresa com suas competidoras é fundamental para isso.

Observando métricas Retorno sobre Capital Investido (ROIC) e o Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE), podemos saber o quanto uma empresa é estável e a qualidade de seu fosso.

Termo do dia

Mediana

O que é Mediana? A mediana é uma espécie de recurso utilizado na contabilidade de dados estatísticos, caracterizado pelo número central em um rol. Ou seja, a…