Última modificação em 30 de outubro de 2020

O que são Milestones?

A técnica de milestones consiste, basicamente, na divisão das possíveis etapas que um projeto precisa passar para ser concluído com sucesso.

Se você já pensou em abrir uma empresa, por exemplo - ou chegou a colocar essa ideia em prática - certamente se deparou com algumas dúvidas. 

Por onde começo? Do que preciso? Qual é o meu objetivo? Qual é a minha prioridade? Entre uma série de outras perguntas importantíssimas. Com tanta coisa a se pensar, apostamos que deu até vontade de desistir, né?

Calma lá, porque a técnica de milestones está aí pra isso - pra nos guiar e possibilitar um planejamento estratégico bem coerente e estruturado!

Como os Milestones funcionam?

A palavra "milestones" é derivada de um termo em Inglês que significa "marco" ou "ponto de referência". Portanto, essa técnica funciona a partir da divisão de etapas num projeto.

Ainda sobre o exemplo de abrir uma empresa, aquelas perguntas feitas inicialmente ajudam a delimitar o processo de execução do projeto como um todo. Afinal, são muitos pontos a serem analisados - e cada um deles precisa ser 100% concretizado para que não interfiram no resultado final.

Nesse caso, podemos dizer que os milestones seriam as próprias etapas correspondentes a cada necessidade do empreendedor:

E assim por diante... 

As etapas devem ser organizadas de uma forma que não seja possível prosseguir sem que o marco da vez tenha sido concluído, sabe? Por exemplo, não dá pra contratar funcionários especializados sem que a empresa esteja legalmente instalada e funcionando.

Ou seja, a técnica de milestones nada mais é do que um recurso aplicado ao planejamento estratégico, onde determinado projeto é divido em fases essenciais. Cada um dessas fases pode - e deve! - ter um prazo determinado para conclusão.

Como os Milestones influenciam o mercado financeiro?

Essa influência não acontece de uma maneira direta e específica.

Isso porque, qualquer projeto que se queira concluir pode ter esse recurso empregado no seu planejamento. Ao dizer qualquer projeto, nós estamos dizendo qualquer mesmo!

Por exemplo, é possível aplicar a técnica de milestones no design de interiores, num receita culinária mais complexa, na rotina de trabalho e qualquer outra coisa que se queira. Desde que o processo como um todo seja dividido em fases, tá valendo!

Portanto, os milestones possuem uma certa influência no mercado financeiro apenas quando se trata de alguma empresa que tenha capacidade de atuação direta na área. Isso se dá devido a capacidade de gerar um planejamento estratégico correto e proveitoso.

Afinal, uma empresa que conclui cada marco com excelência é capaz de obter sucesso no projeto como um todo. Uma empresa bem sucedida é aquela que gera lucro e valor ao consumidor - tudo que o mercado financeiro mais quer nessa vida!

Quais são os riscos dos Milestones?

Até agora, você deve ter percebido inúmeras vantagens em fracionar um projeto em diversas etapas. Entretanto, esse fracionamento deve ser feito com cautela.

Você conhece alguém que planeja muito e age pouco? Pois é. Delimitar demais as necessidades de um projeto pode empacar o andamento do mesmo quando a pessoa em questão não consegue desenvolver e dar continuidade em cada marco.

Portanto, os milestones devem ser aplicados conforme a real necessidade do projeto. Não existe uma regra, cada objetivo depende de uma necessidade específica: pode ser que precise de 10 fases diferentes, ou apenas duas.

É importante observar e se atentar a essa questão.

Termo do dia

Marketing Multinível

Se você não sabe o que é Marketing Multinível, está por fora de uma grande polêmica do mundo dos negócios. Confira!