Última modificação em 9 de janeiro de 2020

O que é o mercado?

De modo geral, mercado é o nome dado ao local em que dois ou mais sujeitos negociam um bem. Esse local pode ser físico, como aquela barraca na feira onde você come um pastel toda semana, ou um local "imaterial", como é o caso de todos os trabalhadores e empregadores, que formam um conjunto maior chamado de mercado de trabalho.

Como resultado das ações de um grupo de pessoas, que pode ser inclusive do tamanho uma nação/continente/mundo inteiro, os mercados têm a capacidade espetacular de detalhar a forma como essas pessoas pensam e se comportam. De fato, sem elas e suas decisões, o mercado não existiria.


Por que é importante esclarecer a definição de mercado?

Porque, primeiramente, é um termo muito utilizado, não só no contexto financeiro, como em todas as outras áreas da vida de uma pessoa. É tanto "o mercado está desfavorável para a iniciativa X ou Y, no momento" ou "o mercado está muito favorável para pessoas como você, que fazem A ou B", que às vezes o próprio termo perde o sentido.

Tal qual "A Sociedade", "A Política", "As Pessoas", O Mercado pode acabar se tornando quase uma entidade mágica, com que eu, você, o seu vizinho ou os seus pais não têm nada a ver com isso.

Quem nunca ouviu alguém reclamar que A Sociedade anda muito egoísta? Ou que A Política é a culpada por todos os problemas da cidade? Sem falar em As Pessoas que são muito mal educadas hoje em dia? Em todas essas frases, quem as fala não se vê como parte disso. É mesmo uma entidade à parte.

Com o mercado não é diferente. Quando dizemos que o mercado de trabalho anda muito difícil, que o mercado de ações é muito arriscado por natureza ou mesmo que os supermercados estão com preços exorbitantes, deixamos de ver que nós somos em parte o mercado de trabalho, o mercado de ações e até o supermercado.

Se você trabalha, investe ou consome (o que mexe com a oferta e demanda e, consequentemente, interfere nas cotações), é oficialmente parte dos mercados.

Assim sendo, da próxima vez em que falarem dos mercados para você, se questione que mercado é esse especificamente, quais são as pessoas que o compõem e como você se encaixa nisso tudo. O mercado não existe sem aqueles dois ou mais sujeitos que negociam os bens, lembra? Em suma, eles não existem sem as pessoas.

Quais os mercados são mais importantes para quem investe?

Quando te pedimos para questionar qual é o tipo de mercado do qual se está falando no tópico anterior, estamos nos amparando principalmente no princípio de que mesmo os mercados podem conter sub-mercados.

Seguindo essa lógica, a seção de hortifruti, padaria ou açougue do supermercado poderiam ser considerados sub-mercados também, de modo que as dinâmicas estabelecidas neles seriam analisadas individualmente.

No mercado financeiro, algo semelhante acontece. Como as pessoas negociam bens diferentes, com condições diferentes, sub-grupos acabam se formando e dando origem a seus próprios mercados, como forma de facilitar as análises.

Aqui mesmo no Glossário Financeiro do Mais Retorno temos mais de uma dezena de artigos apenas sobre mercados específicos, que se enquadram dentro do mercado financeiro. Confira alguns deles:

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Fundo Fechado

O que é um fundo fechado? No universo dos fundos de investimentos existem diferentes tipos de classificação como renda fixa, imobiliários, multimercados e cambiais, por exemplo. Essa,…

Veja outros termos