Open Nav Logo Mais Retorno

Média Móvel

Média Móvel
5 (100%) 1 voto[s]

O que é Média Móvel?

Dentro do estudo da análise técnica de um ativo podemos trabalhar com um indicador denominado de média móvel.

Como o próprio nome já diz a média móvel, nada mais é do que a evolução no tempo da média dos preços do ativo em questão.

Vale destacar que o estudo da média móvel pode ser aplicado em qualquer ativo que tenha negociações. Porém, é comum utilizar o estudo sobre ações negociadas na bolsa de valores.

Esse foco maior em ações fica por conta da volatilidade do mercado e das diferenças de preços que um mesmo ativo pode ter em um mesmo dia.


Como funciona a média móvel?

A média móvel é um indicador que pode ser usado nos principais gráficos de análise de preços de ações.

Ao inserir a média móvel, uma nova linha será formada a partir da média dos preços do próprio ativo.

Essa média por sua vez, pode ser desenvolvida com uma fórmula simples ou exponencial. Além disso, é possível escolher a quantidade de dias que a média irá trabalhar para adequação a análises de diferentes prazos.

Por exemplo, você pode optar por uma média móvel de 5 dias (uma média que vai levar em consideração o preço do ativo dentro de um intervalo de 5 dias).

O preço utilizado para realizar o cálculo da média leva em consideração (geralmente) os preços de fechamento do ativo.

Como utilizar as médias móveis?

Na análise técnica, as médias móveis são indicadores que são utilizados com objetivo de confirmar o surgimento de uma “tendência” com relação ao desempenho do ativo no mercado ou até de uma eventual reversão nos preços (em sua tendência).

Se um investidor pretende analisar tendências de curto prazo, pode avaliar médias com poucos dias (como 5 ou 9 períodos). Por outro lado, quando o investidor pretende avaliar a tendência de longo prazo de um ativo, pode utilizar um número maior de períodos na análise.

A média móvel é sem dúvidas um dos estudos relevantes para aqueles que gostariam de utilizar da análise técnica para desenvolver suas operações no mercado.

Calibrando as média móveis

As linhas de médias móveis de seu gráfico são personalizáveis. Por isso, o investidor pode acabar elaborando uma personalização um tanto quanto inadequada para o determinado ativo que gostaria de operar.

Essa “calibragem” pode acabar levando o investidor a fazer operações com certo atraso, perdendo o timming de entrada ou saída.

Ao utilizar períodos menores em sua média móvel, o investidor terá condições melhores de entrar de forma mais ágil em suas operações. Porém, é mais fácil de entrar em operações “falsas” ou que não continuem a tendência.

Isso ocorre devido a quantidade de preços que a média vai trabalhar. Em médias móveis com períodos menores de estudo, a volatilidade dos preços pode gerar certa interferência na linha, influenciando muito mais no desenvolvimento da mesma dentro do gráfico.

Quando utilizamos períodos maiores, superiores aos 21 dias, a média pode ficar menos sensível às oscilações diárias dos preços.

Para aumentar a eficácia das médias, o investidor pode se utilizar de 2 ou até 3 linhas de médias móveis dentro do mesmo gráfico.

Desse modo, cada linha pode trabalhar com períodos de análise diferentes e o investidor poderá construir uma forma de leitura e estudo muito mais eficiente.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Média Móvel
5 (100%) 1 voto[s]
Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão