Última modificação em 2 de julho de 2020

O que é Livro Razão?

Livro Razão, também chamado de Razão Auxiliar, é um termo da contabilidade que se refere a um registro no qual todas as transações que constam do Livro Diário são organizadas em suas respectivas contas contábeis. 

Em resumo, portanto, no Livro Razão estão as mesmas informações que podem ser encontradas no Livro Diário, mas a forma como essas informações são registradas é diferente.

Como Investir nos Melhores Fundos

Entendendo o Livro Razão

A maioria das pessoas está familiarizada com o Livro Diário, no qual são registradas as transações financeiras diárias da empresa. Porém, nem todos conhecem um outro registro importante para a contabilidade: o Livro Razão. Ambos devem fazer parte da rotina contábil das empresas, e um complementa o outro. 

Existem algumas diferenças importantes entre eles.

Em primeiro lugar, o Livro Razão é considerado uma versão analítica do Livro Diário, já que eles apresentam as mesmas informações, mas a maneira como elas são registradas no primeiro permite acompanhar mais facilmente o impacto de cada transação sobre o resultado das principais contas contábeis.

O motivo é que o Livro Razão separa as transações de acordo com as contas contábeis a que elas se referem. Essa separação é a sua característica mais distintiva. Graças a ela, é possível olhar para o livro e ter uma espécie de “prévia” do balanço patrimonial da empresa.

Em segundo lugar, ele não precisa seguir todas as formalidades que se aplicam ao Livro Diário. Um exemplo disso é o registro na Junta Comercial: necessário para o livro diário, mas não para ele.

Apesar das diferenças, os dois livros também apresentam algumas semelhanças. Por exemplo, ambos fazem os registros respeitando a ordem cronológica das transações e obedecendo o método das partidas dobradas.

Como é feito o registro no Livro Razão?

Atualmente, não se exige que o Livro Razão tenha encadernação, mas ele deve conter o termo de abertura e de encerramento e as assinaturas do representante legal da empresa e do contador responsável pela escrituração.

Cada registro no Livro Razão precisa apresentar sete dados: 

Graças ao SPED - Sistema Público de Escritura Digital, o registro hoje também pode ser feito por meio da ECD - Escrituração Contábil Digital, e transmitido eletronicamente. 

Quais empresas precisam adotar o Livro Razão?

O Livro Razão é fundamental para qualquer empresa, mas não é obrigatório para todas elas. Apenas aquelas que adotam o regime de tributação pelo Lucro Real têm a obrigação de fazer a escrituração nesse livro. 

Mesmo sendo obrigatória a escrituração no Livro Razão para essas empresas, elas não precisam da autenticação pela Junta Comercial, já que suas informações são uma cópia do Livro Diário, que já é registrado na Junta. 

Qual é a diferença entre Livro Razão e Livro Caixa?

Como já ficou bastante claro, os dois livros já citados são fortemente relacionados. Porém, existe ainda um terceiro livro que faz parte da rotina contábil das empresas: o Livro Caixa.

A diferença entre o Livro Razão e o Livro Caixa é que aquele registra todas as transações financeiras, enquanto este registra apenas as movimentações relativas ao caixa da empresa. Desta forma, as transações registradas no livro caixa vão acabar aparecendo também no Razão, mas ele não se limita a essas informações.

Termo do dia

Ação Ordinária

O que é ação ordinária? A ação ordinária é uma parcela do capital social de uma companhia que, em suma, oferece o benefício do voto em…

Veja outros termos