O que é Leilão Reverso?

Leilão Reverso é um tipo de leilão no qual as posições tradicionais de comprador e vendedor são invertidas. Em vez de um vendedor e vários potenciais compradores, há um comprador e vários potenciais vendedores. 

Descomplicando a Bolsa de Valores

Entendendo o Leilão Reverso

Em um leilão comum, vários compradores competem entre si para obter bens ou serviços, apresentando lances com preços cada vez mais altos, até que ninguém esteja disposto a pagar mais. 

Por outro lado, em um leilão reverso, vários vendedores competem entre si para fechar negócio com o comprador, apresentando lances com os preços mais baixos que estão dispostos a aceitar pelos seus produtos ou serviços.

O exemplo mais simples do leilão reverso são os processos de licitação do Estado para realizar a compra de produtos ou a contratação de serviços. Existe um comprador (o Estado) e vários vendedores (as empresas que desejam fornecer para ele).

Os vendedores então apresentam lances, isto é, propostas com o valor mais baixo que podem para realizar aquele fornecimento. O Estado seleciona a empresa que deu o menor lance.

Como os vendedores se beneficiam de um Leilão Reverso?

Já que os vendedores apresentam lances para oferecer seu produto ou serviço ao menor preço possível para o comprador, uma questão comum é: como eles se beneficiam de um leilão reverso?

De fato, para não ter prejuízo, o vendedor precisa aplicar uma boa estratégia.

O lance do menor preço possível deve ser calculado levando em consideração quais são os custos de produção e a margem de lucro mínima que ele está disposto a aceitar. 

Se o preço não cobrir os custos, mesmo que ganhe o leilão, o valor recebido ainda vai deixar suas contas no vermelho. Se não garantir a margem de lucro mínima, significa que ele não teve retorno do investimento naquele projeto e poderia ter gasto melhor seu tempo e recursos em outro lugar. 

O grande problema é que muitos profissionais e empresas não conhecem seus custos e não têm uma visão clara do retorno que esperam por seu trabalho. Assim, ao participar de um leilão reverso, eles dão um “chute” no lance. Nessa situação, o resultado pode ser bastante negativo, inclusive levando ao endividamento.

Imagine, por exemplo, que Pedro tem uma empresa que fabrica carteiras escolares. A empresa de Pedro quer aumentar as vendas, então, participa de um processo de licitação para fornecer carteiras para uma universidade pública. 

O problema é que Pedro não conhece bem os custos de produção nem sabe com clareza qual é a margem de lucro mínima que está disposto a aceitar. Então, ele coloca um preço que parece baixo, esperando vencer o leilão. 

Quando sua empresa é escolhida para ser a fornecedora do projeto, ele percebe que o valor recebido não será suficiente para pagar pela matéria-prima, mão de obra, gastos de água e energia. Nesse ponto, Pedro já assinou um contrato e é muito tarde para sair sem sofrer alguma perda. Esse é o grande risco de entrar em um leilão reverso sem o preparo adequado.

Por outro lado, se o vendedor for capaz de elaborar o preço adequadamente, ele deve se beneficiar não pelo preço, mas pelo volume.

Leilões reversos são frequentemente realizados para a compra de produtos em grande quantidade, ou prestação de serviços durante períodos prolongados. Assim, quem apresenta o lance vencedor pode ter um lucro significativo, considerando o valor total do contrato.

Quais são as dificuldades de um Leilão Reverso?

Em primeiro lugar, é importante observar que o leilão reverso não funciona para negociar qualquer produto ou serviço. Aqueles que podem ser fornecidos por apenas alguns vendedores não são ideais para leilões reversos, já que a pluralidade de vendedores é justamente o ponto central desse modelo. 

Imagine, por exemplo, que fosse realizado um leilão reverso para escolher um artista para produzir uma obra de arte em estilo barroco. Existem poucas pessoas que podem oferecer esse serviço, o que significa que haverá menos participantes para dar lances no leilão.

Em outras palavras, um leilão reverso funciona apenas quando há muitos vendedores que oferecem produtos e serviços semelhantes; isso garante a integridade do processo competitivo.

Além disso, outro problema no leilão reverso é que ele pode levar o comprador a priorizar excessivamente os lances mais baixos dos vendedores, sem consideração pela qualidade dos produtos ou serviços.

Nesse caso, o comprador pode sofrer prejuízos após o leilão reverso ser vencido por um vendedor que oferece o menor preço, mas não garante o mínimo esperado de qualidade. 

Por esse motivo, o comprador deve ser cuidadoso ao comunicar todas as especificações esperadas do produto ou serviço aos participantes do leilão, e até mesmo realizar uma triagem prévia entre eles, desqualificando aqueles que não atendam a exigências essenciais, como a capacidade de realizar a entrega no prazo.

Termo do dia

Mão Invisível

Você já viu alguém falar na mão invisível do mercado, mas não sabe o que é? Confira o significado desse termo!

Veja outros termos