Open Nav

John Templeton

Quem foi John Templeton

Sir John Marks Templeton foi um investidor, banqueiro, gestor de fundos e filantropo britânico, nascido nos EUA. John Templeton nasceu em 1912 e faleceu em 2008, sendo reconhecido por sua trajetória como um dos principais nomes do mercado financeiro.


Vida pessoal de John Templeton

John Templeton nasceu no Tennessee, nos EUA. Ele frequentou a Yale University, uma das mais reconhecidas universidades do país, onde pagou parte de sua educação com o que ganhava jogando poker. Posteriormente, também estudou na Oxford University, no Reino Unido, onde obteve um diploma em Direito.

Depois de se formar, Templeton viajou pelo mundo e voltou para os EUA convencido de que os mercados financeiros de outros países ofereciam muitas oportunidades. Essa visão influenciou profundamente suas atividades de investimento.

Obteve credenciais CFA, tornando-se um Analista Financeiro credenciado. Casou-se duas vezes e morreu aos 95 anos, de pneumonia, nas Bahamas.

Trajetória profissional de John Templeton

John Templeton começou a trabalhar no mercado financeiro em 1937. Durante a Grande Depressão, em 1939, Templeton comprou 100 ações de cada empresa listada na NYSE, a bolsa de valores de Nova Iorque, que estivesse sendo vendida por menos do que US$ 1 (ou o equivalente a US$ 18 hoje). No total, foram 104 empresas.

Seu portfólio cresceu mais de 400% nos cinco anos seguintes. Ele conseguiu um retorno muito grande sobre o capital investido nesse movimento quando a indústria dos EUA começou a se recuperar, durante a 2ª Guerra Mundial. Foi essa estratégia inusitada que ajudou Templeton a enriquecer, no começo.

Templeton tornou-se um bilionário com sua iniciativa pioneira de usar fundos mútuos globalmente diversificados. Em 1954, ele criou o Templeton Growth Fund, que esteve entre os primeiros a investir no Japão, a partir do meio da década de 1960. Ele preferia investir em nações com poucos entraves regulatórios e baixa inflação.

Templeton também criou fundos de investimento especializados em certas indústrias. Algumas das indústrias em que ele investiu foram energia nuclear, química e eletrônicos.

Em 1959, o Templeton Growth Fund abriu para investidores, com cinco fundos e mais de US$ 66 milhões sob sua gestão.

A filosofia de investimento de Templeton envolvia "evitar a multidão" e "comprar quando há sangue nas ruas", ou seja, contrariar as grandes tendências.

Ele também era conhecido por lucrar quando os valores e expectativas eram altos. Além disso, defendia a análise fundamentalista, em vez da análise técnica, para a escolha de ações. Por conta desses fatores, frequentemente investia em setores e empresas que outros investidores ignoravam.

Um bom exemplo da abordagem de John Templeton aos investimentos foi sua resposta ao crescimento massivo das ações ligadas à internet, no final dos anos 1990. Ele começou a operar vendido com várias dessas ações logo após o IPO, e lucrou milhões quando o preço delas caiu, após o estouro da bolha da internet em 2000.

O grupo de fundos de Templeton gerenciava mais de US$ 13 bilhões em ativos quando ele vendeu a empresa, em 1992. Depois da venda, ele dedicou o restante da sua vida a projetos filantrópicos.

Projetos filantrópicos de John Templeton

Em 1987, John Templeton criou a The Templeton Foundation, cujos principais projetos estavam relacionados ao interesse do fundador em espiritualidade. Templeton era cristão presbiteriano.

Antes da venda do seu fundo, Templeton renunciou à cidadania americana (mantendo dupla cidadania britânica e bahamiana). Isso permitiu que ele economizasse US$ 100 milhões em impostos com a venda, que ele destinou à filantropia. No total, ele dedicou mais de US$ 1 bilhão a causas de caridade.

Com sua fundação, Templeton transformou o Oxford Centre for Management Studies em uma faculdade da Oxford University, que recebeu seu nome. Ele também criou um prêmio para progresso da pesquisa em espiritualidade, do qual Madre Teresa de Calcutá foi a primeira vencedora.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados