Open Nav Logo Mais Retorno

Hiato Inflacionário

O que é o Hiato Inflacionário?

Hiato Inflacionário é a diferença entre o nível da renda de pleno emprego e o nível corrente da renda de equilíbrio, estando esta acima daquela.

Dessa maneira, o hiato inflacionário ocorre quando a demanda agregada é maior do que a oferta agregada, quando essa já se encontra em níveis máximos de expansão.

Como nesse caso não existe mão de obra excedente, visto que toda mão de obra encontra-se empregada, os preços dos produtos tenderão a subir, ocasionando uma pressão inflacionária na economia.

Nesse sentido, o hiato inflacionário existe pelo aumento das atividades comerciais ou das despesas governamentais, sendo esse último uma das explicações para os inúmeros hiatos inflacionários vivido em nosso país na década de 80.


Entendendo o PIB

Para a teoria macroeconômica, o PIB é determinado pelo mercado de bens, que pode ser descritos na seguinte fórmula:

  • Y = C + I + G + NX

Sendo:

  • Y = PIB real
  • C = Despesa com consumo
  • I = Investimento
  • G = Gastos do Governo
  • NX = Exportações líquidas (Exportação - Importação)

Quando há um aumento nas despesas de consumo, investimentos, gastos do governo ou nas exportações líquidas, o PIB real terá um crescimento correspondente no período.

No entanto, quando esse PIB real atinge um nível acima do PIB potencial de pleno emprego, o excedente é chamado de Hiato Inflacionário.

Como conter o Hiato Inflacionário?

Para combater essa lacuna, os governos normalmente adotam uma política fiscal contracionista, aumentando a taxação ou diminuindo gastos públicos, de forma que em alguns casos, são realizadas as duas medidas.

Através disso, o Estado consegue conter o consumo e, consequentemente, a demanda agregada tende a cair, eliminando o hiato inflacionário.

Desse modo, podemos entender que haverá uma reversão na taxa de desemprego como consequência da contenção do hiato inflacionário, havendo a necessidade de aumentar o desemprego a curto prazo.

Entretanto, para Keynes, o ponto ideal de uma economia se daria no equilíbrio entre a oferta agregada e demanda agregada, devendo essa última ser um pouco inferior a primeira se possível.

Em algumas situações, o governo utiliza a taxa de juros para controlar o hiato do produto, mas essa decisão pode provocar distorções que, se não houver uma retração de gastos públicos ou aumento de imposto simultaneamente, podem causar um quadro de estagflação.

Qual a diferença entre Hiato Inflacionário e Deflacionário?

Tecnicamente, o hiato inflacionário é considerado sempre positivo, de forma que a sua existência é explicada por um excesso de demanda que pressiona o nível de preços. No entanto, quando ocorre o cenário contrário, o efeito é conhecido como hiato deflacionário.

Naturalmente, as medidas de combate ao hiato deflacionário são contrárias ao hiato inflacionário.

Nesse sentido, para conter o hiato deflacionário, o governo precisa aumentar os gastos públicos e expandir a base monetária, com objetivo de aquecer a economia.

Portanto, o desafio de qualquer governo quando se trata de economia, é conseguir equilibrar a oferta e a procura perto do PIB potencial de pleno emprego, trabalhando medidas fiscais e monetárias para evitar situações de hiato inflacionário e deflacionário.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão