Open Nav

Escambo

O que é o Escambo?

Escambo é o nome dado a um tipo específico de transação econômica, que ocorre sem a utilização de uma moeda como contrapartida. Em verdade, é possível que um produto ou serviço seja trocado por outro, estando as duas partes de comum acordo com a equiparidade no valor dos bens transacionados.

Você tem alguma dificuldade em visualizar como o escambo acontece? Não se preocupe, pois te daremos um exemplo bem ilustrativo.

Imagine que você tem um celular em ótimo estado, mas ganha um novo de presente de algum amigo no seu aniversário. Refletindo sobre a sua rotina, você chega à conclusão de que não necessita de dois celulares e que apenas esse novo já está de bom tamanho.

O que fazer agora? Se vender o antigo, embora em ótimo estado e lançado no ano passado, não receberá o mesmo valor que pagou nele. É então quando você encontra um amigo. Ele te conta que o novo emprego dele consome boa parte do seu tempo e já não consegue manter a maioria dos hobbies que outrora cultivava. O surf é um deles. A prancha dele, você descobre, está encostada na garagem já há algum tempo. Nesse momento, você se lembra que sempre quis aprender a surfar, mas nunca se dedicou verdadeiramente a isso. 

Além disso, o seu amigo foi assaltado há poucos dias e teve o celular levado. Que baita oportunidade! É nessa hora que você se dá conta que ambos possuem algo que o outro deseja. E se você entregasse o celular e o seu amigo, a prancha dele? Nenhum dos dois teria que gastar dinheiro e estaria ainda se desfazendo de algo que nem tem tanto valor no seu dia a dia assim. Afinal de contas, de que vale um celular ou uma prancha encostada, sem uso? 

Isso é o escambo!


Como o Escambo surgiu?

O escambo está longe de ser uma invenção dos nossos tempos. Antes da invenção do dinheiro, era através de trocas de suprimentos que as pessoas faziam aquisições que necessitavam (uma parte da carne do porco que eu cacei em troca de uma parte dessa pele que você retirou de outro animal, por exemplo).

Um caso famoso é o primeiro contato entre europeus e índios brasileiros, que trocaram utensílios por pau-brasil.

Cabe pontuar que o escambo se faz a partir da dimensão de valor que cada parte tem. Imagine que alguém te dê uma arma em troca de uma grama de sal, desses que você tem na sua cozinha. Parece até uma troca boba, né? Mas era mais ou menos assim que os índios enxergavam a proposta de escambo portuguesa: troncos que davam no território a perder de vista em troca de facas, machados, espelhos etc.

Como o Escambo é feito atualmente?

As primeiras moedas surgiram por volta do séc. 7 a.C. Desde então, as trocas baseadas em um produto/serviço por dinheiro se popularizou. Mas será que o escambo morreu? A resposta é não.

Mesmo no meio urbano, onde a moeda é popular, existem pessoas que realizam trocas como as que narramos no primeiro parágrafo. A própria palavra "permuta" se popularizou nos últimos anos, sendo reconhecida como uma forma de escambo. 

Se você é cabeleireira e precisa de uma pintura nova na sua casa, pode oferecer os seus serviços de corte e escova para uma pintora, que em troca deve pintar as paredes acordadas. Isso ainda é escambo e são negociações como essa que mantêm a prática viva.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados