Última modificação em 30 de setembro de 2020

O que é Economia de Aglomeração?

Economia de Aglomeração é um termo que se refere aos benefícios econômicos decorrentes da concentração geográfica das empresas de uma indústria específica.

Quando várias empresas concorrentes aglomeram-se em um determinado espaço, isso gera ganhos importantes. Esse é um dos motivos pelos quais algumas cidades acabam se tornando centros empresariais, atraindo muitos negócios.


Entendendo a Economia de Aglomeração

Há muito tempo, sociólogos e economistas buscam entender o porquê de empresas e famílias se aglomerarem em regiões específicas.

Desse interesse, e das descobertas feitas pelos pesquisadores, surge o conceito de economia de aglomeração. Como o nome indica, ele se refere aos ganhos econômicos associados à aglomeração de empresas de uma mesma indústria. 

O motivo pelo qual as empresas concorrentes se aglomeram em certas regiões é que a proximidade com outros negócios pode trazer benefícios significativos. Entre eles, têm destaque o custo reduzido dos insumos e o aumento da produtividade. 

A economia de aglomeração tem um impacto direto sobre a formação dos grandes centros urbanos, já que, quando as empresas se aglomeram, elas incentivam as famílias a viver nas proximidades dessa aglomeração, onde a oferta de emprego é mais ampla.

Quais são os tipos de Economia de Aglomeração?

Conforme já vimos, os principais benefícios da aglomeração de empresas concorrentes dizem respeito a custos e a produtividade. Por isso, podemos dividir a economia de aglomeração em dois tipos.

O primeiro tipo é a economia de aglomeração pecuniária; aquela que possibilita uma redução no custo dos insumos para as empresas.

Vejamos um exemplo. Suponha que várias empresas concorrentes do ramo de confecção aglomeram-se em uma certa região, onde todas podem comprar de um mesmo fornecedor de botões.

Para esse fornecedor, o custo de produção dos botões diminui conforme o volume de produção aumenta. Por isso, ele consegue vender seus botões a um preço menor, já que conta com a demanda de várias empresas próximas.

Assim, essas empresas concorrentes de confecção se beneficiam da aglomeração, já que esse arranjo possibilita reduzir o custo dos insumos.

O segundo tipo é a economia de aglomeração tecnológica; aquela que possibilita um aumento da produtividade das empresas.

Vejamos outro exemplo. Suponha que várias empresas concorrentes de desenvolvimento de software aglomeram-se em uma certa região. Software é uma daquelas indústrias em que os consumidores costumam comprar um produto de uma única empresa; portanto, se as vendas da empresa A aumentam, as vendas das concorrentes B, C e D caem.

Por isso, como as empresas estão todas próximas, quando uma delas enfrenta uma queda de demanda e precisa fazer o desligamento de funcionários, a concorrente que está absorvendo essa demanda pode "reaproveitar" os profissionais. 

Existe um termo para essa situação, que é "pool de trabalho". Ela gera maior produtividade, já que o reaproveitamento da mão de obra garante que as empresas contratem profissionais mais experientes e especializados, gastem menos com treinamento de funcionários e formem equipes capazes de entregar resultados melhores.

Qual é a diferença entre Economia de Escala, Economia de Aglomeração e Economia de Urbanização?

Economia de escala é a situação em que existe produção de bens e serviços em grande escala em certa região. Não é preciso haver aglomeração de empresas para isso; uma planta de montagem de automóveis, por exemplo, é capaz de produzir em grande escala sozinha.

Economia de aglomeração é a situação em que empresas concorrentes aglomeram-se em certa região; por exemplo, se várias plantas de montagem de automóveis de diferentes fabricantes se instalarem em uma mesma cidade. Como vimos, essa dinâmica só é possível porque traz benefícios econômicos para essas empresas. 

Por fim, economia de urbanização é a situação em que empresas de vários segmentos aglomeram-se em certa região.

Esse é um desenvolvimento natural da economia de aglomeração, já que ela promove a atração dos fornecedores. Por exemplo, a formação de uma aglomeração de plantas de montagem de automóveis vai atrair fabricantes de peças de chassi; estes, por sua vez, vão atrair metalúrgicas, siderúrgicas e assim por diante.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

SESC – Serviço Social de Comércio

O que é o Serviço Social do Comércio (SESC)? É chamado de Serviço Social do Comércio (SESC) a instituição sem fins lucrativos mantida no Brasil com…

Veja outros termos