O que é economia aberta?

Economia aberta é o termo correspondente ao alto fluxo de entrada e saída de capital de um determinado país que se dá sem qualquer tipo de barreira legislativa ou comercial que possa dificultar essa movimentação.

Essas importações e exportações representam grande porcentagem do Produto Interno Bruto (PIB) de um país. 

Hoje em dia, a maioria das nacionalidades mundiais são adeptas à economia aberta, o que significa que grande parte da economia global gira em torno das negociações que esses países realizam entre si. 

Para que haja equilíbrio e sucesso nas negociações, é extremamente necessário que as potências observem alguns fatores como o volume de comércio, potencial de desenvolvimento econômico, taxas de inflação e taxas de desemprego, entre outros fatores. 

Há parâmetros que apontam para o crescimento evolutivo de diferentes sistemas no âmbito tecnológico, de comunicação e transporte, totalmente associado ás transações internacionais bem sucedidas.

A abertura na economia deve ser calculada através de múltiplas variáveis, como, por exemplo, os países que compactuam com este tipo de estrutura, mas não permitem a livre movimentação de capital ou bens através de suas fronteiras. 

Neste caso, são calculadas apenas as exportações líquidas e balanços de pagamento.


Como funciona a economia aberta?

Este tipo de comércio acontece entre a maioria das nações ao redor do mundo, sendo que algumas delas são totalmente dependentes da economia aberta para atingir suas metas financeiras e sociais.  

A economia aberta é vista com bons olhos por empresas, investidores e pessoas físicas. Entretanto, para a economia global, pode se tornar um problema.

Os produtos e diferentes possibilidades de inovação são disseminados ao redor do mundo, assim como as dificuldades financeiras de cada nacionalidade. Ou seja, não só o capital é expandido, mas como os problemas deixam de ser restritos a cada território pertencente. 

Na economia aberta, importações e exportações são permitidas, podendo representar maior parte do PIB de uma empresa durante todo o ano.

As importações dão aos cidadãos de determinada região, o acesso a produtos fabricados em outra nacionalidade. Ou seja, além da questão econômica, essa abertura também está atrelada a questão sócio cultural do país. 

Já o processo de exportação, permite que qualquer empresa expanda sua carteira de clientes a nível internacional, encontrando mais compradores para seu produto ou serviço. 

Nações adeptas a economia aberta possuem maior acesso a crédito e podem contar com fontes domésticas e interacionais para obtenção de fundos. 

O cidadão tem acesso a mais opções de investimento e serviços bancários, além de poder promover o intercâmbio de ideias e criar uma força econômica mútua entre seus parceiros comerciais. 

A economia aberta também é capaz de forjar grandes laços políticos. Um exemplo é o Acordo de Livre Comércio da América do Norte, firmado pelos países Canadá, México e Estados Unidos, na intenção de reduzir os custos na troca de mercadorias entre si. 

Qual a diferença entre economia aberta e economia fechada?

Em realidade, nenhuma economia é considerada totalmente fechada. Cada governo possui e determina um grau de controle sobre a movimentação de seu capital e seus produtos.

A diferença entre ambas as estruturas está justamente nas políticas de negociação de cada país, que são aplicadas no comercio internacional e financeiro. 

Uma economia aberta permite acordos com empresas estrangeiras, enquanto a economia fechada impede que haja tal interação. Nesta, o governo não permite que seus cidadãos façam parte do mercado global. 

Sendo assim, entende-se que a principal vantagem no comercio internacional está atribuída ao fortalecimento econômico, crescimento nas variedades produtivas e grande rendimento salarial.

Tais benefícios não são possíveis de acontecer, na mesma proporção, quando o governo de determinado país opta por empregar o sistema de economia fechada.  

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Economista Doméstico

O que é um economista doméstico? De forma simplista, o economista doméstico é um tipo de economista com formação específica em Economia Doméstica. Atualmente, no Brasil,…

Veja outros termos