Open Nav

Diagrama de Pareto

O que é o Diagrama de Pareto?

O diagrama de Pareto é baseado no princípio que leva o mesmo nome, desenvolvido pelo economista italiano Vilfredo Pareto enquanto ele analisava a distribuição de riqueza das pessoas na sociedade.

Segundo o Princípio de Pareto, 80% dos resultados provém de 20% dos esforços. A mesma relação se aplica em outros quesitos: 80% dos problemas são devidos a 20% das causas.

Por isso, o Diagrama de Pareto é uma das principais ferramentas de gerenciamento de qualidade e Six Sigma. Ele é extremamente útil para ajudar você a encontrar as fontes de grande parte dos problemas em uma organização. Assim, é possível definir prioridades de maneira mais consciente e eficaz.

O diagrama é concebido a partir da identificação dos problemas, ou ganhos, e de suas frequências. Com a identificação, constrói-se um gráfico de colunas colocando em ordem os problemas e suas respectivas frequências, do maior para o menor, evidenciando importância e prioridade.

Veja um exemplo de como o diagrama geralmente é ilustrado:

Como você pôde notar, as colunas são organizadas em ordem decrescente, e representam a frequência. A linha que acompanha as colunas representa as percentagens acumuladas. O gráfico ajuda a identificar de forma mais clara quais fatores merecem maior atenção.

Como Investir nos Melhores Fundos

Por que usar o Diagrama de Pareto?

A aplicação do Diagrama de Pareto facilita a identificação, o estudo e a resolução de problemas comuns em qualquer negócio, ou operação. Com ele, é possível identificar, por exemplo, erros, defeitos, insatisfação de clientes, consumo de recursos, etc.

Essa ferramenta também pode ser muito útil para investidores que desejam otimizar investimentos e maximizar rendimentos. Utilizando o diagrama para analisar uma carteira é mais fácil identificar quais geram maior retorno e quais são os que rendem menos.

Assim, você pode definir suas prioridades e trabalhar de forma mais focada para alcançar os resultados esperados.

Como elaborar o Diagrama de Pareto?

O primeiro passo deve ser a determinação do que você deseja avaliar. Para fins didáticos, vamos considerar como exemplo uma empresa que vende produtos pela internet e que deseja identificar os principais problemas no processo de vendas online.

Para isso, primeiro ela deverá fazer um levantamento identificando as causas, e o número de ocorrência de cada uma delas. Vamos então supor que sejam:

  • Defeito no produto - 20 ocorrências;

  • Demora na entrega - 110 ocorrências;

  • Produto errado - 30 ocorrências;

  • Cobrança indevida - 10 ocorrências;

  • Informações erradas - 5 ocorrências.

  • Total de ocorrências - 175.

Depois deve-se organizar as informações com a percentagem das causas sobre o total de ocorrências e o percentual acumulado:

  • Demora na entrega. 110 ocorrências. Percentagem parcial de 62,85%;

  • Produto errado. 30 ocorrências. Percentagem parcial de 17,15% e acumulada de 80%;

  • Defeito no produto. 20 ocorrências. Percentagem parcial de 11,4% e acumulada de 91,4%;

  • Cobrança indevida. 10 ocorrências. Percentagem parcial de 5,7% e acumulada de 97,1%;

  • Informações erradas. 5 ocorrências. Percentagem parcial de 2,9% e acumulada de 100%.

Essas informações ilustradas no diagrama de colunas vão demonstrar que a demora na entrega e a entrega de produtos errados representam 80% dos problemas. E são, portanto, a causa prioritária a ser enfrentada para combater a maior parte dos problemas da empresa.

Quais escalas utilizar no Diagrama de Pareto?

Existem muitas opções para o eixo vertical Diagrama de Pareto. A escala mais comum é a de número de ocorrências. A partir disso, temos três alternativas de escala:

  • Valor monetário;

  • Tempo;

  • Contribuição percentual de cada classificação para o total (tempo, ocorrências, dinheiro etc.).

A escala de tempo é apropriada caso o objetivo em questão seja de reduzir o tempo de inatividade, por exemplo. Ao decidir onde empreender esforços de melhoria usando análise de Pareto, deve-se considerar cuidadosamente uma escala apropriada.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados