Open Nav Logo Mais Retorno

Day Trade

O que é day trade?

O day trade é uma forma de operação na Bolsa de Valores, que consiste na compra e venda de ações (e vice-versa) em um único dia.

Através da análise técnica e fundamentalista, o day trader se aperfeiçoa para, em curtos intervalos de tempo, ser capaz de antecipar as tendências do mercado e lucrar com elas.


Como o day trade funciona?

O day trade consiste na compra e venda de ações (ou venda e compra, a depender dos casos) em um único dia. O objetivo, nas operações, é lucrar com as oscilações do mercado em um curto período.

Por exemplo: se uma ação é comprada às 11h por r$10,00 e vendida às 11h45 por r$10,90, o que acontece é um day trade. Isso prova, inclusive, que a duração de uma operação pode ser não de apenas algumas horas, como também de poucos minutos.

Além de lucrar na alta (como o exemplo mostra), ao investir em day trade é possível lucrar na baixa também. A essa ação dá-se o nome de "operação vendida".

Nesse caso, a ação é vendida e recomprada posteriormente por um valor mais baixo.

Por exemplo: se uma ação é vendida às 10h por r$10,90 e recomprada às 15h por r$10,00, o investidor tem um lucro de r$0,90 por ação.

Qual é o perfil esperado de um day trader?

O day trader é o próprio responsável pelas operações de day trade. Para tal, ele deve conhecer bem o mercado de ações, assim como estar plenamente familiarizado com as ferramentas, vantagens e riscos das operações.

Por conta dessas especificidades, o day trader costuma ser um investidor experiente.

Isso porque, embora a atividade não seja mais dominada por profissionais da área, ela ainda exige uma bagagem intelectual massiva do investidor. Afinal, a leitura de tendências, em um espaço de tempo tão curto, não é simples e nem se aprende do dia para a noite.

No que diz respeito à dedicação ao investimento, o day trade também é um dos que mais exigem tempo e energia de seu operador.

Em comparação com os swing traders e os position traders, que necessitam apenas de alguns minutos diários para se manterem atualizados em suas operações, o day trader é quase um funcionário integral.

Embora não precise estar ligado 100% do tempo e possa recorrer à tecnologia móvel, o operador ainda precisa de atualizações com mais frequência - pelo menos nos dias em que operar, já que não é obrigado a fazê-lo todos os dias.

Quais são os conhecimentos exigidos de um day trader?

Além dos conhecimentos comuns ao mercado de ações em si, o day trader é obrigado a dominar os tipos de análise inerentes à atividade para ter sucesso. São elas: a análise técnica e a análise fundamentalista.

Basicamente, a análise técnica se concentra nos dados do pregão, como cotação e volume de vendas.

Enquanto isso, a análise fundamentalista utiliza os dados das organizações e dos setores para auxiliar o investidor a optar pelas ações mais seguras possível.

Como é a rotina de um day trader?

Em geral, o dia de um day trader se resume em três sessões: a preparação, a operação e o pós-encerramento.

Na preparação, o investidor se reserva a:

  • Buscar oportunidades, analisando os gráficos.
  • Confirmar (ou ajustar) a sua estratégia.
  • Reavaliar o dia anterior.
  • Se atualizar quanto aos mercados, acompanhando os índices internacionais e as notícias do dia.

Já na operação, ele:

  • Se mantém atualizado de forma constante, através dos gráficos intraday, cujos intervalos são em minutos.
  • Envia as ordens ao mercado, através do Home Broker.
  • Encerra as operações e cancela as ordens não executadas, ao se aproximar do final do pregão.

O day trader pode optar por finalizar o seu "dia de trabalho" em qualquer um desses três momentos: no encerramento do pregão, ao atingir a meta de ganhos ou ao chegar ao nível máximo de perda admitido por ele.

Após o encerramento, o investidor:

  • Analisa o saldo do dia (ganho, equilíbrio ou perda);
  • Registra os trades em um diário de sua preferência, como um arquivo de referência para análises futuras;
  • Se atualiza no quadro de notícias e começa a planejar o dia seguinte.

Quais são as vantagens do day trade?

Como você pôde ver, a rotina no day trade não é das mais fáceis. Ainda assim, ele ainda é um dos modelos mais visados por muitos investidores. Por que será?

A verdade é o que o day trade oferece uma série de vantagens. A principal delas diz respeito à alavancagem.

A alavancagem nada mais é do que a possibilidade de investir além do valor depositado da Margem de Garantia nas operações. O limite, nesse caso, depende do disponibilizado por cada corretora.

Por exemplo, se a sua corretora oferece alavancagem de até 10x, isso significa que o investidor que possui R$50.000,00 em garantia, tem como limite disponível no day trade até R$500.000,00.

E o melhor: não se paga nada a mais por isso.

Quais são os riscos do day trade?

Como em qualquer investimento, o grau de risco envolvido no day trade é proporcional ao potencial de retorno, que nesse caso é elevado.

Para mitigar as ameaças de perda, o mais recomendado é sempre respeitar a estratégia e o stop loss definidos durante a preparação.

Esse último, de maneira ainda mais especial. Como uma ordem, o stop loss dita que, no momento em que as ações atingirem um determinado patamar de desvalorização em relação ao preço de entrada, elas devem ser vendidas.

Respeitá-lo previne que o day trader se deixe levar pelo emocional e arrisque ainda mais, apostando em uma valorização repentina sem fundamentos reais e que pode corroer o investimento feito.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão