Última modificação em 22 de junho de 2020

O que é Data Com?

Você já ouviu falar em Data Com? Esse é um dos dias mais importantes para quem investe pensando no recebimento de fluxo de caixa, como os rendimentos dos fundos imobiliários ou os dividendos de uma empresa.

Sempre que um cotista ou acionista tem direito à distribuição de lucros, a empresa distribuidora do capital precisa fazer um anúncio ao mercado. É assim que ficamos sabendo quando um fundo imobiliário irá compartilhar os seus rendimentos ou quando os dividendos serão distribuídos, assim como o valor por cota ou ação.

Nestes anúncios, também são reveladas as datas que definem quem tem ou não direito ao recebimento. Essas datas possuem dois nomes principais: a Data Com e a Data Ex.


Data Com x Data Ex: qual a diferença?

Vamos começar pela explicação da Data Com. Esse é o dia definido pela empresa como limite para que um acionista tenha direito aos dividendos que serão distribuídos. Pela sua finalidade, ela também recebe outros nomes como:

O funcionamento é bem simples: se você tiver ações (ou cotas) da empresa até esse dia limite especificado pela Data Com, automaticamente está elegível aos dividendos e, na data de pagamento, receberá a sua parte em depósito na sua corretora.

O próximo dia é chamado de Data Ex (também chamada de ex-dividendos). Ela, ao contrário da primeira, representa a partir de qual dia um acionista deixa de ter acesso aos dividendos mesmo adquirindo ações das empresas.

Ou seja, não adianta sair comprando ações de companhias um dia antes do pagamento de dividendos como forma de se aproveitar deles. Você precisa realizar a aquisição até o limite da Data Com para ter direito à distribuição de capital.

Como funciona a Data Com?

Para que tudo fique mais fácil de entender, vamos considerar um exemplo prático. Suponha que o Mais Retorno tenha capital aberto e decida distribuir dividendos aos seus acionistas. Assim, vamos considerar um anúncio de R$0,20 por ação que serão distribuídos no dia 30 de abril, mas com Data Com estipulada em 20 de abril.

Quanto você vai ganhar nessa distribuição de lucros? Depende da sua posição na nossa empresa e, principalmente, da data de aquisição dos papéis. Nesta simulação, vamos considerar que você tenha feito as compras em três etapas:

Ou seja, você tem uma posição de 250 ações na nossa companhia. Como o pagamento será feito com R$0,20 por ação, você poderia pensar que receberia R$50. Na realidade, contudo, nós pagaríamos apenas R$30 no dia 30 de abril. Por quê? Vamos entender a seguir.

Data Com x Data Ex na prática

Repare que você fez as compras da ações em três datas diferentes. As duas primeiras foram anteriores à Data Com de 20 de abril. Ou seja, elas são elegíveis para o pagamento dos dividendos. É por isso que você receberia R$30 referente a esse pacote de 150 ações.

E as outras 100 ações adquiridas em 21 de abril? Pois é: as suas compras foram feitas após a Data Com. Ou seja, em Data Ex, o que significa que elas não são elegíveis ao recebimento de R$0,20 por ação no dia 30 de abril mesmo que a operação seja anterior ao dia de pagamento. Deu para entender a diferença?

Vale observar ainda que essa exclusão é referente ao valor que será distribuído no dia 30 de abril. No entanto, mantendo as ações do Mais Retorno em carteira, você teria direito normalmente às distribuições futuras que venham a ocorrer.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

IBAN

Entenda como o IBAN funciona na identificação de contas funciona e como ele é composto.

Veja outros termos