Open Nav

Custo Médio Ponderado

O que é Custo Médio Ponderado?

O controle de estoques é um aspecto sempre importante na vida das organizações. Uma das metodologias empregadas nessa atividade é chamada de Custo Médio Ponderado.

Vale lembrar que os estoques não são apenas produtos que estão esperando vendas. Eles representam dinheiro investido pela empresa e, de certa forma, especialmente quando não há saída das mercadorias, eles se convertem em dinheiro parado.

Por isso, é fundamental que qualquer gestor tenha um trabalho efetivo sobre o controle e o gerenciamento dos seus produtos. E, neste ponto, o Custo Médio Ponderado é uma solução simples e eficaz dentro de um negócio.


Como funciona o Custo Médio Ponderado?

 

Como o próprio nome já indica, o Custo Médio Ponderado vai usar da média ponderada para definir o valor dos produtos em estoque. É o mesmo raciocínio que você tem ao fazer seu preço médio em compras, como no caso de ações e fundos imobiliários, mas desta vez aplicado aos produtos adquiridos por uma empresa.

O cálculo do estoque pelo Custo Médio Ponderado utiliza da seguinte fórmula:

CMP = Valor total dos estoques / Quantidade de itens armazenados

Para que você entenda a metodologia, considere que uma empresa que vende sorvetes tenha feito duas compras para armazenamento no seu estoque:

  • 10.000 unidades de sorvete de creme por R$ 10,00 cada.
  • 25.000 unidades de sorvete de creme por R$ 9,40 cada.

Com base nessas informações e na fórmula apresentada, você pode encontrar o Custo Médio Ponderado desse estoque, conforme racional abaixo:

CMP = [(10.000 x 10) + (25.000 x 9,40)] / (10.000 + 25.000) = [100.000 + 235.000] / 35.000 = 335.000 / 35.000 = 9,57

Ou seja, neste exemplo, o custo médio de cada unidade do estoque é de R$ 9,57.

Quais os tipos de Custo Médio Ponderado?

Embora a metodologia seja simples, o Custo Médio Ponderado divide-se ainda em dois formatos:

  • Custo Ponderado Fixo
  • Custo Ponderado Móvel

No caso do Custo Ponderado Fixo, utiliza-se apenas uma vez ou outra o cálculo dos estoques. Normalmente, isso é feito no último dia do mês ou até mesmo do ano. Trata-se da opção mais prática e simples.

Já no Custo Ponderado Móvel, o cálculo será atualizado toda vez que uma nova aquisição for realizada. Portanto, é um método mais dinâmico, mas também que exige maior trabalho por conta dos administradores de um negócio.

Qual é a importância do Custo Médio Ponderado?

O controle de estoques é fundamental para uma empresa entender o comportamento dos seus produtos armazenados. Isso porque, embora seja um ativo da companhia, excesso de estoque pode se converter em custo na medida em que o dinheiro perde liquidez e, dependendo do ramo de atuação, até mesmo pode ser perdido em função de vencimentos (algo que acontece no ramo alimentício, por exemplo).

Por isso, o uso de métodos como o Custo Médio Ponderado permitem que a gestão do negócio acompanhe de perto o desenvolvimento dos seus estoques. Assim, fica muito mais fácil entender o desempenho de vendas e as demandas dos clientes.

Além disso, o Custo Médio Ponderado ainda possibilita algumas outras avaliações sobre a empresa como:

  • O preço de aquisição das mercadorias está aumentando ou diminuindo?
  • Quais são os itens que apresentam maior giro na operação?
  • Quais os itens que não podem faltar no estoque?
  • Quais os itens que estão parados e devem ter uma reavaliação sobre novas aquisições?

Vale lembrar que essa não é a única forma de controle de estoque adotada pelas organizações. Há também outros dois modos bem conhecidos: o PEPS (Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair) e o UEPS (Último a Entrar, Primeiro a Sair). Esses, contudo, são termos para outro texto.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados