O que é o custo de oportunidade?

O custo de oportunidade é o termo usado para designar a diferença entre os benefícios colhidos da escolha de um item em comparação à escolha de um outro.

Explicamos: sempre que tomamos uma decisão, em qualquer ramo da nossa vida, estamos automaticamente abrindo mão de algo. Pense bem: não é possível nadar e correr ao mesmo tempo - ou você nada ou você corre. E mesmo que os hábitos esportivos não sejam a sua praia, é possível ver o mesmo se repetindo em todo o seu dia.

Sério, nós poderíamos passar todo esse artigo listando as escolhas que você faz… Mas a não ser que você tenha monetizado isso se tornando um influenciador digital ou algo do tipo, ninguém estaria muito interessado.

O que importa mesmo é que, para entendermos o custo de oportunidade, saibamos que sempre abrimos mão de A quando escolhemos B.


Como o custo de oportunidade funciona?

Ao abrir mão de A, estamos também abrindo mão dos benefícios que A oferece.

Quando você escolhe nadar (voltando ao primeiro exemplo), trabalha competências corporais diferentes do que na corrida.

Se o que correr oferece são músculos X e Y mais definidos, é isso que você está perdendo. E ao mensurar essa perda, o que se faz é, na verdade, pesar o custo de oportunidade.

No meio econômico, essa medida é especialmente importante porque, sempre que investimos em um produto financeiro, estamos abrindo mão de aplicar o dinheiro em um outro. É preciso, então, calcular se a nossa escolha é mesmo a melhor dentre todas as opções do mercado.

Felizmente, há um cálculo-padrão capaz de te auxiliar nessa avaliação.

Como calcular o custo de oportunidade?

Para calcular o custo de oportunidade, utiliza-se a seguinte fórmula:

Para ilustrar, vamos supor que você pretende começar o seu próprio negócio e está em dúvida se vende brigadeiros ou pães de mel. Você tem, ao todo, R$1.000,00 para investir na compra de material e embalagens e arcar com todos os demais custos de produção.

Para calcular o custo de oportunidade de ambas as alternativas, consideramos:

Para calcular o custo de oportunidade dos brigadeiros (A), ou seja, quanto se perde ao investir em pães de mel (B), temos:

Ou seja, ao se optar pelos pães de mel, se abre mão de 1.500,00 reais dos brigadeiros.

Por outro lado, se você opta por vender brigadeiros, o custo de oportunidade dos pães de mel é:

Assim, no comparativo, se perde mais quando se deixa de produzir pães de mel do que quando se deixa de produzir brigadeiros e essa deveria ser, portanto, a sua opção.

É claro que esse é um exemplo realmente bobo, já que você poderia ter usado a lógica com os dois produtos, que têm o mesmo custo e rendimentos diferentes. Mas a ideia era garantir que você possa visualizar como as variáveis são agrupadas e adapte ao seu caso pessoal.

Ainda assim, note que ao falarmos de custo de oportunidade financeira, estamos analisando apenas as questões meramente matemáticas. Mas elementos complementares (que podem representar benefício ou risco para o vendedor, como a recepção do público e as ameaças ambientais, por exemplo) podem e devem ser considerados.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

DLPA

O que é DLPA? DLPA é uma abreviação para a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados. Esse é mais um documento contábil bastante utilizado pelas empresas brasileiras,…