Open Nav

Custo de Agência

O que é Custo de Agência?

O custo de agência é considerado uma despesa interna de uma empresa, resultado das ações tomadas por uma ou mais pessoas, que seriam os chamados agentes, gestores ou administradores.

Quando tais ações dessas pessoas não atendem verdadeiramente aos interesses dos acionistas, dizemos que há um conflito de agência. Deste conflito é identificado o custo de agência.

Por se tratar de um termo da área administrativa, o custo de agência não se refere apenas ao ambiente corporativo. Ele também ilustra, por exemplo, a relação entre os políticos com os eleitores. Enquanto os políticos têm como objetivo serem eleitos, os eleitores querem que as promessas feitas por eles sejam cumpridas.


Para que serve o custo de agência?

O administrador, ou agente, é designado para cumprir uma série de tarefas que devem gerar resultados esperados pelos shareholders. Shareholders, no caso, são os acionistas daquela companhia específica.

O custo de agência acontece quando os acionistas não possuem autonomia completa para gerenciar a empresa e ajuda a mensurar perdas causadas pelo conflito de agência.

Como funciona o custo de agência?

De modo geral, os acionistas têm o objetivo de maximizar seus ganhos, como a valorização das ações da organização, por exemplo. Entretanto, nem sempre a atuação do agente/administrador vai ao encontro dos interesse destes acionistas.

Como o administrador é a pessoa que pode tomar decisões no dia a dia da empresa, ele também pode agir por interesse próprio, como escolher aumentar o próprio salário e dos demais gestores.

Ambos os lados, administradores e acionistas, têm interesses distintos, causando o conflito de agência. Este conflito se caracteriza por ações com pouca eficácia, insatisfações e interrupções. De modo geral, pode atrapalhar o desempenho da organização.

O custo de agência dimensiona a disparidade entre ganhos e uso dos recursos. São custos que envolvem taxas associadas ao gerenciamento das necessidades entre ambas as partes e, por isso, também são conhecidos como risco da agência.

Entre as medidas que geram os custos de agência são:

  • Custos para monitorar as ações dos agentes, como auditorias;
  • Estruturar a empresa como forma de controlar a atividade dos administradores, como nomear acionistas para o conselho de administração;
  • Custo de oportunidade para acionistas e administradores terem seus interesses atendidos, mesmo com as restrições ou intervenções da outra parte.

Consequências e soluções para o custo de agência

Um agente pode tomar decisões por interesse próprio ou que beneficiem setores ou atividades isoladas. Esse conflito de interesses pode desencadear alguns prejuízos, como:

  • Saída de acionistas insatisfeitos no longo prazo;
  • Se este movimento for de um grupo de acionistas, pode gerar a saída em massa, fazendo os preços das ações caírem;
  • Neste cenário, a empresa poderá ter dificuldade em atrair novos investidores, provocando uma queda ainda maior nos ativos;
  • Custos gerados pela contratação de novos executivos, mudanças decorrentes da nova gestão e desgaste de tempo e energia de mão-de-obra.

Medidas para reduzir o custo

A redução deste custo ou conflito acontece quando se adota uma agenda que esteja alinhada com ambos os interesses. No ambiente corporativo, algumas soluções são a bonificação por performance e a opção para os administradores adquirirem ações da empresa.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados