O que é Custo Brasil?

O Custo Brasil é uma expressão muito utilizada para fazer referência aos fatores negativos do nosso país em termos de custos e despesas, afetando assim a capacidade empresarial e a produtividade das nossas empresas.

Esse é um cenário negativo, pois acaba por limitar o desempenho econômico nacional. Como veremos ao longo do texto, existem alguns fatores que levam a esse cenário, afastando assim o interesse e até mesmo a qualidade dos negócios aqui instalados.

Atualmente, por exemplo, o Custo Brasil já  supera a faixa de 20% do PIB. Isso representa um custo superior a R$1,5 trilhão para os empreendedores brasileiros.

O pior, no caso do Brasil, é que muitos desses custos e despesas poderiam ser bem menores e estimular a produção nacional. Além de atrapalhar os resultados com exportação, esse cenário ainda gera dificuldades de lidar com a disputa interna diante de mercadorias importadas.

Não por acaso, recentemente aumentou a discussão sobre a necessidade de uma reforma tributária. O cenário atual é extremamente desafiador para a produtividade industrial brasileira.


Quais são os fatores que geram o Custo Brasil?

Podemos listar alguns aspectos que formam o Custo Brasil como responsáveis pelos altos custos gerados às companhias nacionais. Para facilitar a compreensão, dividiremos em alguns grupos, começando pelas questões trabalhistas.

Lembrando que esses são apenas as principais questões, mas cada segmento pode ter maiores ou menores impactos a depender da atividade e do nicho de atuação.

Fatores trabalhistas

Um dos maiores desafios para qualquer negócio brasileiro reside na folha de pagamento. No Brasil, os impostos são muito altos e tornam a contratação via carteira de trabalho (CLT) pesada para o bolso de empresários e empresárias.

O pior é que boa parte do valor vai direto para o governo. Os funcionários em si, na maior parte das vezes, não recebem nem 50% do que é gasto pelas companhias com a sua folha de pagamento.

Esse é um cenário muito negativo na medida em que aumenta a busca pela informalidade ou por mão de obra menos qualificada, uma vez que ela é mais barata, naturalmente. No entanto, perde-se também em qualidade.

Fatores de infraestrutura

A infraestrutura do Brasil também é, em parte, responsável pela formulação do alto Custo Brasil. Podemos citar como exemplo a baixa participação de ferrovias, justamente um dos melhores meios de transporte para cargas e com um baixo custo.

Sem a disponibilidade de linhas que sejam suficientes para essa movimentação interna dos produtos, as empresas precisam apelar para outros meios de transporte menos eficientes — como os caminhões. Ainda assim, as estradas deixam a desejar no quesito conservação.

E nem aeroportos escapam desse cenário. Além de apresentarem uma quantidade insuficiente, esse é um meio de transporte caro, algo que acaba por elevar o custo de produção.

Fatores institucionais

Você certamente já ouviu alguém reclamar sobre a burocracia do Brasil, certo? Pois isso não é nenhum absurdo: o nosso país é um dos líderes em atrasos e custos para todos os processos formais de um negócio — desde a abertura, passando pela operação e chegando até mesmo ao fechamento.

Não por acaso, o índice de mortalidade de micro e pequenas empresas é alarmante. Boa parte delas apresenta dificuldade em manter-se no longo prazo [/link] em função do alto Custo Brasil.

Fatores tributários

Os impostos não elevam o Custo Brasil apenas na folha de pagamentos. O país é um dos líderes mundiais também na cobrança de tributos, algo que acaba por encarecer o preço final dos produtos e serviços.

Isso é ruim tanto do ponto de vista interno, pois fica mais caro comprá-los por parte dos consumidores, afastando-os do consumo, como também para a competição no mercado externo (exportações).

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Deemed Cost

O que é deemed cost? Você já parou para pensar que o valor de um ativo está em constante mudança? Um imóvel hoje pode valer X…

Veja outros termos