O que é Crédito Rotativo?

Atenção! A partir desse momento, você estará assumindo o compromisso de nunca mais cair no crédito rotativo, porque nós te explicaremos como ele funciona – e pior, como ele pode acabar com a sua saúde financeira.

Todos nós estamos sujeitos as vantagens do cartão de crédito, desde que utilizado com consciência. Essa é a parte complicada, né?!

Em outras palavras, a facilidade do parcelamento também se torna uma dificuldade, quando não conseguimos pagar a fatura no final do mês.

Mas, por que pagar o total da fatura se existe um valor mínimo, ao qual podemos pagar e deixar o restante da dívida para o mês seguinte? Certamente, esta parece uma solução genial quando notamos que gastamos um tanto acima do que poderíamos. 

Porém, o perigo mora aí. Não, essa ideia não tem nada de genial! Muito pelo contrário, pois essa ação nos faz cair no crédito rotativo.

O crédito rotativo é acionado quando deixamos de pagar o total de uma fatura. É uma espécie de juros, que vem acrescido no valor do mês seguinte, na próxima conta.

Suponhamos que você tenha utilizado seu cartão de crédito para parcelar uma viagem, comprar algumas roupas, uns utensílios domésticos, e de quebra, aquele presente dos sonhos para a pessoa amada. Ufa! 

O total da sua fatura chegou no valor de R$800,00. Você ficou surpreso, pois não imaginava que suas compras custariam tanto assim no fim do mês (ninguém te avisou, não é mesmo?).

Acontece que, naquele momento você não possuía esse valor em espécie para poder quitar a dívida, e decidiu pagar o mínimo da conta (tudo bem, você ainda não possuía conhecimento sobre o assunto, nós te perdoamos!).

No mês seguinte, você se prepara para pagar algo em torno de R$600,00 restantes. Tudo indo muito bem, de acordo com o planejado, até que: sua fatura chega no valor de R$800,00 novamente! 

Espera! Oi?! De onde surgiram esses R$200,00 a mais? Adivinha: são os juros do crédito rotativo.

Claro que, esses valores foram utilizados apenas para ilustrar o exemplo. A porcentagem de juros varias de acordo com cada fatura e seu respectivo pagamento – mínimo ou até mesmo isento. Entretanto, é exatamente assim que o crédito rotativo funciona:

Esperamos quitar o restante de uma dívida no mês seguinte, mas nos esquecemos que este valor será acrescido por juros. 


Como o Crédito Rotativo é determinado?

Agora, você precisa compreender que o crédito rotativo está sob responsabilidade integral do Conselho Monetário Nacional (CMN). 

O CMN, por sua vez, é composto por algumas entidades especializadas no que diz respeito as finanças do país, como o Ministério da Economia e o Banco Central (BACEN)

Não é à toa que o crédito rotativo, em conjunto com as taxas de juros do cheque especial, formam as duas modalidades de taxas mais altas do mundo. Sim, do mundo!

Por incrível que pareça, o objetivo de manipular o crédito sobre as faturas do cartão de crédito é reduzir o endividamento do brasileiro. 

Na teoria, acrescer um valor de juros sobre uma dívida não quitada faria com nós não nos submetêssemos a gastar mais dinheiro do que possuímos, o que nem sempre acontece na prática.

Portanto, a única maneira de não cair no crédito rotativo, é pagando o total da sua fatura no fim do mês. Para isso, as compras e os parcelamentos devem acontecer de maneira responsável, para que você tenha condições de arcar com suas próprias despesas.

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Deemed Cost

O que é deemed cost? Você já parou para pensar que o valor de um ativo está em constante mudança? Um imóvel hoje pode valer X…

Veja outros termos