Open Nav Logo Mais Retorno

Corretagem

O que é a corretagem?

Corretagem é o termo usado para se referir à taxa cobrada pelas corretoras de valores, como remuneração pela intermediação da compra ou venda de ativos financeiros.

A corretagem pode ser cobrada de duas maneiras: a partir de um valor fixo ou de uma porcentagem sobre o total movimentado. Em ambos os casos, os valores arrecadados recompensam não apenas o trabalho da empresa, como também os custos que ela tem ao executar cada uma das operações.

A definição do custo da corretagem para o investidor depende, basicamente, da estratégia empresarial das corretoras.

Prova disso é a popularização da taxa zero sobre alguns produtos financeiros. Semelhante à tática dos varejistas do “Leve 3, Pague 2”, a tática de promoção evidencia a tentativa de algumas corretoras de atrair clientes através da gratuidade, para então lucrar com a sua fidelização no consumo de outros itens.

Não, investidor, ela não está trabalhando de graça!


Como a taxa de corretagem é cobrada?

O modelo da cobrança da taxa de corretagem varia de acordo com o produto e com o cliente, de acordo com as estratégias de trabalho da corretora, como citamos na seção anterior.

A taxa de corretagem pode ser aplicada, então, de três maneiras diferentes: fixa, variável e mista.

Na taxa fixa, o valor descontado é sempre o mesmo, a cada operação.

Por exemplo, se em um único mês foram feitas 10 aplicações com taxa fixa de 1 real por operação, o investidor pagará 10 reais de taxa de corretagem. Nesse caso, o valor movimentado nas aplicações não influencia no total final.

Já na taxa variável, a cobrança é percentual. Isso significa que, seguindo o exemplo anterior, se fossem realizadas 10 aplicações de 200 reais cada, com taxa de 10% por aplicação, ao final do mês o investidor teria gastado 200 reais apenas com taxas de corretagem.

Por fim, no caso da taxa mista, há um cruzamento das características da taxa fixa com a variável. Na prática, isso significa que, embora tenha um valor de taxa mínima fixa, a cada operação o investidor paga ainda uma porcentagem a mais a título de corretagem.

Ainda usando o exemplo das 10 aplicações de 200 reais: no modelo misto, a taxa corresponderia a 1 real por aplicação + 10%. No mundo real, entretanto, os números das taxas fixas e variáveis costumam ser alterados para tornar a taxa mista mais atrativa.

Por que é importante compreender a taxa de corretagem?

A taxa de corretagem, juntamente com os emolumentos e outros custos das operações de investimento, faz parte do rol de descontos que diminuem os lucros do investidor.

Embora devidamente cobradas (visto que as corretoras são empresas e não trabalham gratuitamente), é necessário entender o seu funcionamento de modo a poder escolher a melhor opção do mercado.

A taxa de corretagem é sim um diferencial competitivo. E as corretoras concorrem o tempo inteiro para oferecer as melhores alternativas e te conquistar como cliente.

Portanto, se questione: essa taxa está à altura do serviço prestado? Não existem empresas com um custo-benefício melhor?

Acredite, o questionamento e a curiosidade fazem a diferença em todo investimento, estejamos falando das aplicações em si ou daqueles que as fazem acontecer.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão