Última modificação em 9 de outubro de 2020

O que é Copyright?

Copyright é o termo utilizado para se referir ao direito legal que o proprietário tem sobre qualquer propriedade intelectual. De uma forma mais simples, significa que o criador original do produto em questão e qualquer pessoa a quem ele der autorização são os únicos que têm o direito exclusivo de reproduzir a obra.

A lei de direitos autorais também dá aos criadores originais do material o direito de, além de usar, duplicar esse material da forma como entenderem por um determinado período de tempo. Depois disso, o item protegido pelo Copyright se torna de domínio público. No Brasil, esse prazo é de 70 anos.

O tipo de propriedade intelectual protegida pode incluir qualquer tipo de arte, livros, softwares de computador, projetos arquitetônicos originais, conteúdo de um site e muito mais. De acordo com a lei que as protege, uma obra é considerada original somente se o autor a criou a partir de um pensamento independente, sem que tenha havido duplicação.


Quando e onde surgiu o Copyright?

Mesmo que o assunto de lei de direitos autorais pareça ser recente, os primeiros registros datam de 1710 no Reino Unido. Nessa época, toda a ideia de Copyright era apenas um esboço do que ela é hoje, já que começou como uma lei que incentivava a aprendizagem e dava o direito de cópia de livros aos autores e compradores.

Nos dias de hoje, as leis que protegem os criadores são padronizadas em um nível internacional e dão direito de uso exclusivo aos responsáveis e aos próprios autores. Nesse caso, se o autor quiser copiar, adaptar ou até mesmo distribuir seu conteúdo, tem o pleno direito em fazer isso.

É preciso pontuar, porém, que o Copyright dá a permissão de uso exclusivo para a propriedade intelectual em si e não para a ideia por trás da criação. Isso significa que se alguém desenvolveu um aplicativo de finanças ou escreve sobre saúde em um site ou blog, todo o conteúdo dentro deles está protegido por lei, mas se alguém tiver alguma ideia que soe similar, o conteúdo já não poderá ser englobado.

Para que serve o Copyright?

Por terem a garantia de que têm seus direitos protegidos por lei, criadores de qualquer tipo de propriedades intelectuais — como filmes, roteiros, obras literárias e até mesmo conteúdo para a internet — contam com um suporte que, além de garantir os seus ganhos, proíbe que outras pessoas copiem o conteúdo sem autorização. É isso que possibilita que muitos artistas e criadores de conteúdo possam viver de suas obras.

O Copyright também garante a empresas total exclusividade em relação a tudo o que for desenvolvido por ela. Sendo assim, a lei de proteção dos direitos autorais permite que uma marca possa se diferenciar da concorrência ao produzir conteúdo e propagandas exclusivas.

O que o Copyright pode agregar a uma empresa?

O Copyright pode agregar — e muito — para uma empresa, especialmente para as que criam conteúdos exclusivos e divulgam em um blog ou até mesmo nas redes sociais. Ao produzi-los de forma criativa e original e registrando depois da criação da maneira correta, a marca ou o criador do conteúdo impede que os concorrentes o utilizem sem a devida autorização.

Essa é uma boa vantagem do Copyright, já que na internet é muito comum encontrar cópias não só de textos, mas também de fotos, vídeos e outros conteúdos em todo tipo de site. Com a proteção dos direitos autorais, além do criador ou autor impedir que o que foi criado seja copiado sem autorização, pode oferecer esse conteúdo ao seu público com exclusividade, o que pode fazer com que eles se tornem clientes no futuro.

Em resumo, o que o Copyright pode garantir e agregar a uma empresa é o fato da exclusividade que ela oferece aos clientes ou público-alvo. Como tudo o que for criado e patenteado não pode ser utilizado por outras pessoas sem autorização, o público terá a garantia de que têm acesso a um conteúdo único e exclusivo — o que contribui para criar maior fidelidade, o que é ótimo e um diferencial, principalmente no ambiente online que é tão concorrido.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Fundo Fechado

O que é um fundo fechado? No universo dos fundos de investimentos existem diferentes tipos de classificação como renda fixa, imobiliários, multimercados e cambiais, por exemplo. Essa,…

Veja outros termos