Última modificação em 19 de agosto de 2020

O que é Conta Digital

Conta Digital é um termo que abrange uma vasta gama de produtos financeiros, como contas correntes e contas de pagamento. Porém, todos eles compartilham uma característica em comum: são abertas, controladas e fechadas pela internet.

Diferença entre Conta Digital e Conta Tradicional

 

Muitos clientes de banco com contas tradicionais já podem realizar várias movimentações por meio do internet banking, além de terem a opção de realizá-las na agência física. Por esse motivo, a verdadeira distinção entre uma conta digital e uma tradicional, hoje, é a possibilidade de abri-la ou encerrá-la sem a necessidade de se deslocar até a agência.

Além disso, as contas digitais podem ou não ter acesso online. Enquanto isso, para uma conta digital, esse acesso é obrigatório. Porém, cabe esclarecer que ele não precisa ser por um aplicativo, embora esse seja o canal mais utilizado, devido à mobilidade. Se um banco permite que as pessoas abram uma conta através de um site tradicional, essa conta já pode ser considerada digital.

Conta digital e gratuidade de taxas

Ao contrário do que muitos imaginam, a gratuidade de taxas não é uma característica intrínseca às contas digitais. As instituições responsáveis por essas contas podem, sim, cobrar taxas por seus serviços; é uma decisão discricionária, ou seja, fica a critério da instituição zerar ou não as taxas.

Porém, como algumas delas já entraram no mercado oferecendo essa vantagem adicional aos clientes (além da praticidade da conta digital), os novos entrantes do segmento acompanham a tendência para não perder competitividade.

O motivo pelo qual as instituições que oferecem conta digital podem zerar as taxas é que, ao contrário daquelas que oferecem contas tradicionais, elas têm menos custos. Afinal, não precisam manter agências físicas, pagando conta de luz, água, telefone, salário dos atendentes. Então, elas aproveitam essa economia para retirar as taxas sem sofrer prejuízos.

Conta digital e cartões

Essencialmente, a única coisa que uma instituição precisa oferecer aos clientes da conta digital é a possibilidade de depositar dinheiro nessa conta e, claro, retirá-lo de lá por meio de transferências ou saques. Fora isso, qualquer outro serviço é adicional, inclusive o oferecimento de cartões de crédito e de débito.

Vale a pena lembrar que esses cartões podem ter taxas ocultas; por exemplo, a cobrança de anuidade caso ele não seja utilizado um número mínimo de vezes. Então, o cliente deve estar atento antes de solicitar ou aceitar esses supostos benefícios.

Conta digital e rendimento

Tornou-se relativamente comum que as contas digitais ofereçam um rendimento ao dinheiro que fica depositado nelas, o que não é visto nas contas correntes tradicionais. Essa é uma maneira a mais que as instituições encontraram para atrair clientes, especialmente em vista da queda no rendimento da aplicação mais comum, a poupança, decorrente da diminuição da taxa Selic.

Esse rendimento não sai do bolso da instituição. O que acontece, de fato, é que elas realizam investimentos com o dinheiro que é depositado, da mesma forma que os bancos tradicionais sempre fizeram. A diferença é que, ao contrário dos bancos tradicionais, as instituições que mantêm contas digitais estão repassando uma parte do rendimento desses investimentos para o cliente.

Conta digital e fintechs

O surgimento e popularização das contas digitais é apenas uma parte de um movimento bem maior, a disseminação das fintechs. Elas são startups que atuam no mercado financeiro, com a proposta de inovar e, principalmente, identificar e acabar com os principais motivos de insatisfação dos clientes em relação às instituições financeiras tradicionais.

A proposta das fintechs também está levando as ditas instituições tradicionais a buscar mudanças, como forma de se proteger da concorrência. Por isso, mesmo as pessoas que não aderem às novidades – por exemplo, quem não tem confiança para migrar para uma conta digital – acaba se beneficiando desse movimento.

Termo do dia

Moeda em poder do público

No estudo das políticas monetárias, o dinheiro que está nas mãos das pessoas ganha uma atenção especial. Saiba tudo sobre a moeda em poder do público!