Open Nav Logo Mais Retorno

Come-Cotas

O que é o come-cotas?

Come-cotas é o apelido dado à antecipação da cobrança do Imposto de Renda realizada semestralmente sobre a rentabilidade de investimentos de diversos fundos, dentre eles os multimercados e os fundos de renda fixa.


Como funciona o come-cotas?

Como dito, essa modalidade de tributação acontece de maneira semestral.

Em todo último dia útil dos meses de maio e novembro, uma parcela que varia entre 15 a 22,5% é cobrada sobre os rendimentos. Mas, afinal, como é definida a porcentagem a ser cobrada? Para responder a essa questão precisamos considerar duas questões:

  • Há quanto tempo aquela aplicação foi feita?
  • O seu investimento é de curto ou longo prazo?

Com esse conhecimento em mãos, basta consultar a tabela abaixo:

Período de investimentoAlíquota
Até 180 dias22,5%
De 180 a 360 dias20%
De 360 a 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%

Lembrando que, para investimentos de curto prazo, a alíquota varia apenas entre 22,5 a 20%.

Quais fundos são afetados pelo come-cotas?

Com exceção dos seguintes fundos, cuja tributação de 15% é feita diretamente no momento do resgate, todos os demais fundos são afetados pelo come-cotas:

Como é cobrado o come-cotas? Eu preciso autorizar ou realizar algum pagamento?

Caso você seja um iniciante no mundo dos investimentos, talvez ainda esteja acostumado demais com os boletos para pagamento de impostos. IPVA, IPTU, IRPF... Todos dependem da ação do devedor para que o débito seja quitado.

Entretanto, a tributação sobre os investimentos é feita de forma diferente. Seja cobrando na fonte ou no resgate, ela independe de qualquer movimentação sua para ser completada.

As administradoras dos fundos, “gentilmente”, já realizam todo o trabalho.

No caso do come-cotas, basta ficar atento ao seu extrato, onde ele é indicado como um resgate de cotas. Inclusive, essa característica pode assustar os investidores mais desatentos, que não reconhecem ter feito resgate algum.

Por isso buscar informações sobre o mundo dos investimentos, como as oferecidas aqui no blog do Mais Retorno, é tão importante. Você se prepara e já coloca esse “custo” na ponta do lápis.

Qual é a maior desvantagem do come-cotas?

A maior desvantagem do come-cotas é que, ao antecipar o valor a ser pago como tributo, ele também mitiga o efeito que os juros compostos teriam sobre esse mesmo valor.

Ou seja, com o passar do tempo, ele impacta diretamente sobre a diferença entre o que planejávamos receber daquele investimento inicialmente e o que realmente se receberemos no momento do resgate.

Mas o come-cotas é a única tributação sobre o meu investimento, certo?

Infelizmente, não. Ao final do período de aplicação, quando o resgate dos valores, há ainda mais uma cobrança do Imposto de Renda.

Nos casos das aplicações com período inferior a 720 dias, ela corresponde à diferença entre o valor já pago em come-cotas e o valor de 20% sobre saldo resgatado.

Nas aplicações realizadas a mais de 720 dias, o governo entende que todo o saldo já foi quitado no come-cotas e nenhum desconto adicional é feito.

Para saber mais sobre assunto, leia aqui o artigo que preparamos e aprenda a escolher melhor a sua corretora para ganhar ainda mais dinheiro.

 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados