Open Nav Logo Mais Retorno

Ciclo de Vida do Produto

O que é Ciclo de Vida do Produto?

Antes mesmo de você tomar conhecimento de um novo produto ou serviço, ele já foi estudado e explorado pela empresa que o criou. Quem trabalha na área de vendas em uma companhia, por exemplo, conhece o Ciclo de Vida do Produto.

Trata-se do projeto de um novo item ou serviço a ser desenvolvido, em que todas as etapas são previstas, da ideação à aceitação no mercado e até à descontinuidade dele.

O Ciclo de Vida do Produto é composto por cinco fases, onde cada uma oferece informações para serem analisadas e atualizadas. Afinal, uma nova mercadoria ou serviço pode deixar de ser vendido antes do que se espera ou, o oposto, ter demanda por um período muito maior do que o previsto.


Para que serve o Ciclo de Vida do Produto

É uma ferramenta que permite que a empresa tenha consciência das etapas de vida do item, mostrando a viabilidade de ele ser lançado e ter os ganhos potencializados.

Esse caminho é necessário porque o Ciclo de Vida do Produto requer estratégias diferenciadas para cada estágio, analisando como o produto ou serviço se comporta.

O conceito do Ciclo de Vida do Produto foi proposto pelo economista alemão radicado nos Estados Unidos, Theodore Levitt, e que trabalhou na Harvard Business School. Ele também desenvolveu as cinco fases deste ciclo, pois percebeu como as características do produto vão mudando em cada etapa.

De acordo com Levitt, as cinco fases são: desenvolvimento, introdução, crescimento, maturidade e declínio.

Cinco fases do Ciclo de Vida do Produto

Confira a seguir quais são as principais informações a respeito de cada uma das fases do ciclo:

1. Desenvolvimento

Essa etapa é a mais delicada, já que envolve toda a concepção do produto e como ele irá gerar receita. Assim, juntamente com a ideação do novo produto ou serviço, é necessário fazer testes para aperfeiçoar a proposta.

Esses ajustes são feitos conforme as hipóteses são validadas, quando são testadas no mercado. Trata-se de um procedimento comum utilizado por startups, especialmente quando se trata de um mercado novo e ainda pouco explorado.

Este estágio envolve a projeção de aceitação do produto e o preparo de como ele será inserido e divulgado.

2. Introdução

Este é o momento quando o produto já está pronto para ser oficialmente lançado e requer investimento em anúncios e inbound marketing para sua divulgação. Além disso, é o momento de se aproveitar o timing da novidade para apresentá-lo ao público.

3. Crescimento

Se os estágios anteriores do Ciclo de Vida do Produto foram planejadas e desenvolvidas com dedicação e estratégia, ela chega à fase de crescimento. Essa etapa envolve a consistência e continuidade das atividades para garantir os resultados esperados.

Tais ações consistentes envolvem os investimentos em divulgação, acompanhamento das vendas e o modelo de negócio escalável. Este é um período crítico, que requer agilidade para fazer ajustes que possam adequar o produto ou serviço às necessidades do público.

4. Maturidade

Na fase de maturidade, o Ciclo de Vida do Produto indica a estabilidade das vendas e o esforço da empresa consiste em manter os resultados pelo maior período de tempo possível.

Essa etapa envolve saber como se posicionar durante uma instabilidade no mercado e como agir diante das mudanças na forma de se consumir o produto por parte do público.

5. Declínio

É o momento em que o produto perde sua atratividade, o que pode até comprometer a vida da empresa como um todo. Ela precisa reconhecer quando o desempenho das vendas e pesquisas de mercado indicam que não há mais adesão ao item ou serviço.

Nessa constatação, cabe à companhia parar a produção ou ainda tentar alguns ajustes, sempre com base nos indicadores, caso eles mostrem que ainda há espaço para uma nova tentativa. Do contrário, é a fase do declínio no Ciclo de Vida do Produto.

Como funciona o Ciclo de Vida do Produto

Uma vez que ele seja dividido nas cinco fases, o Ciclo de Vida do Produto precisa do planejamento, da ação e, em especial, dos indicadores.

Eles irão revelar se vale a pena ou dar continuidade aos investimentos e ajustes para manter um item ou serviço no mercado.

Cada fase do Ciclo de Vida do Produto varia entre os segmentos da empresa e de acordo com o tipo de produto.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados