Última modificação em 3 de novembro de 2020

O que é a CEPAL?

A CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) é uma das cinco comissões econômicas da Organização das Nações Unidas (ONU). Criada no ano de 1948, seu objetivo é o de monitorar as políticas direcionadas à promoção do desenvolvimento econômico de toda a América Latina. A instituição consegue fazer isso por meio de ações encaminhadas para a sua promoção e, assim, contribui para o reforço das relações econômicas dos países incluídos.

Todos os países da América Latina e o Caribe, além de algumas nações da América do Norte e Europa — desde que mantenham fortes vínculos históricos, culturais e econômicos com a região — fazem parte da CEPAL. Sua sede se localiza em Santiago, capital do Chile e conta com duas sedes sub-regionais: uma delas, instalada a Cidade do México, é responsável pela área da América Central e a outra fica em Porto Espanha, capital de Trinidad e Tobago.

Como funciona a CEPAL?

A cada dois anos, os representantes técnicos e os de nível ministerial de cada um dos países membros são convocados para debater algumas questões relacionadas ao desenvolvimento social e econômico da região como um todo. Além disso, também examinam as atividades propostas realizadas no biênio anterior, assim como os seus resultados. Essas reuniões constituem o Período de Sessões da CEPAL e a cada rodada acontece em um país anfitrião diferente.

Para realizar suas atividades, a CEPAL se conecta com os diversos órgãos especializados da ONU. Além disso, participam os governos de cada um dos Estados-membros, universidades, instituições acadêmicas, organizações empresariais e sindicais, ONGs, OEA, BID e até o FMI. O intuito é conseguir auxílio para concretizar todos os projetos de desenvolvimento estrutural das regiões contempladas.

Quais são as divisões de trabalho da CEPAL?

Um dos trabalhos da CEPAL foi criar algumas divisões para que a realização do seu plano de trabalho fosse possível. No total, 12 divisões ficam responsáveis por cada um dos aspectos importantes para o desenvolvimento da região.

A primeira delas é a do Desenvolvimento Econômico, que tem como objetivo tornar possível o crescimento da economia equilibrada e de forma igualitária por toda a América Latina e Caribe. Já a divisão do Desenvolvimento Social possibilita o desenvolvimento integral das regiões em que atua — com foco especial na garantia dos direitos e de igualdade social.

A terceira divisão é a da Estatística, que gera dados e usa informações importantes para lançar comparativos importantes para a criação, o monitoramento e a avaliação de políticas de desenvolvimento social, ambiental e econômico. As outras divisões são:

Qual é a importância da CEPAL para o Brasil?

A presença de organizações internacionais nos países é um importante elo de aproveitamento de suas ações, principalmente quando elas acontecem em benefício da população do local. Sendo assim, o Brasil obtém diversos benefícios promovidos pela parceria com a CEPAL, já que ela estimula a cooperação entre os países e o resto do mundo, além de funcionar como um centro de excelência de altos estudos.

No Brasil, a presença da CEPAL só teve início alguns anos após a sua fundação, em 1952, quando houve um acordo de colaboração entre ela e o BNDES assim que esse órgão foi criado. Já em setembro de 1960, o Centro de Desenvolvimento CEPAL/BNDES foi instalado no Rio de Janeiro, o que foi considerado como a primeira representação da entidade no país.

Assim como a sede, o escritório da CEPAL no Brasil tem mantido acordos com diversos órgãos de administração federal para cooperação técnica. Com isso, é possível analisar as transformações da economia brasileira, realizar pesquisas, prestar assistência técnica, oferecer treinamento de Recursos Humanos, promover intercâmbio de técnicos, bem como prestar apoio a municípios e estados, entidades de classe e até universidades.

Termo do dia

Previdência Complementar

O que é previdência complementar? A previdência complementar, como o próprio nome sugere, é o sistema que oferece a possibilidade de se contratar uma renda adicional…