Open Nav

Centro de Custos

O que é Centro de Custos?

Centro de Custos é um conceito da área de gestão financeira. Ele se refere a uma unidade com relativa autonomia financeira dentro da organização, de modo que os seus gastos não estão vinculados aos de outro centro. 

Geralmente, cada departamento de uma empresa corresponde a um centro de custos; porém, dentro de um mesmo departamento pode haver mais de um centro de custos, e até mesmo um projeto pode ser considerado um centro de custos separado.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Por que o conceito de Centro de Custos é relevante?

O conceito de centro de custos é útil para que uma empresa possa controlar seus gastos adequadamente. A separação permite identificar e cortar com mais facilidade os gastos desnecessários, enquanto, ao mesmo tempo, evita que custos efetivamente importantes sejam afastados, refletindo negativamente no desempenho do negócio. 

Imagine, por exemplo, que uma empresa não utiliza o conceito de centros de custos na gestão financeira. Então, todos os custos do setor de marketing são computados e analisados juntos, sem nenhuma distinção. 

O problema é que o setor de marketing tem vários projetos diferentes, cada um com suas demandas.

Então, o financeiro pode optar por cortar um gasto que parece insignificante, considerando o setor de marketing como um todo, mas que é realmente essencial para um projeto específico. A decisão do corte pode prejudicar o andamento desse projeto e, por consequência, afetar as vendas que ele deveria gerar. 

Assim, percebemos que a ausência da separação entre centros de custos pode levar a uma tomada de decisões financeira inadequada e ainda causar prejuízos significativos ao negócio.

Quem é o responsável pelo Centro de Custos?

É importante que todo centro de custos tenha um responsável. Essa é a pessoa que entende, controla e toma decisões sobre os gastos no dia a dia. O responsável também é quem fornece informações sobre o centro de custos para a equipe do financeiro.

Em muitos casos, o centro de custos é um setor da empresa e, então, o responsável é o gestor do setor. Por exemplo, se o setor de atendimento ao cliente é um centro de custos, o gerente de atendimento ao cliente é o responsável. 

Em outros casos, não é um gestor que fica responsável pelo centro de custos. Por exemplo, se um projeto específico de P&D (pesquisa e desenvolvimento) é considerado um centro de custos, o colaborador que lidera esse projeto pode ser o responsável. 

Qual é a diferença entre Centro de Custos e Centro de Lucro?

Como já foi explicado, um centro de custo é uma unidade com autonomia financeira, que é responsável pelos seus próprios gastos, sem ter vinculação com os gastos de outro centro. Porém, existe outro conceito interessante da gestão financeira, que não deve ser confundido: centro de lucro.

Um centro de lucro, além de ser responsável pelos próprios gastos, também é responsável pela própria receita. Isso significa que ele gera receita de forma direta.

Claramente, nem todo centro de custos pode ser um centro de lucro. É o caso, por exemplo, de setores como almoxarifado ou manutenção. 

Eles podem ser responsáveis pelos próprios gastos de forma autônoma; ou seja, podem ser centros de custos. No entanto, embora eles colaborem indiretamente para a receita da empresa, eles não geram receita; logo, não podem ser centros de lucros.

Quais são os tipos de Centro de Custos?

Conhecendo os conceitos de centro de custos e de lucros, podemos dividir os centros de custos entre duas categorias.

Primeiro, a categoria de centro de custos produtivo. Ele acumula os papeis de centro de custos e de lucros. Isso significa que participa diretamente na geração de lucros para a empresa. É o caso de centros de custos ligados ao setor de linha de produção ou ao setor de vendas. 

Segundo, a categoria de centro de custos não produtivo. Ele não acumula o papel de centro de lucros. Em outras palavras, não participa diretamente na geração de lucros para a empresa. É o caso, como já vimos, de centros de custos ligados a setores como almoxarifado e manutenção.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados