Open Nav Logo Mais Retorno

CAGR – Compound Annual Growth Rate

O que é CAGR?

CAGR é a sigla para Compound Annual Growth Rate. Em português, podemos traduzir o temo para Taxa de Crescimento Anual Composta.

Essa taxa é responsável pelo cálculo do retorno necessário para um investimento sair de um saldo inicial para um determinado saldo final. Para isso, a premissa básica é considerar que os lucros de um período foram constantes e reaplicados em cada período para entender o crescimento do capital aplicado.

Ou seja, trata-se de um indicador utilizado por economistas, analistas e investidores para realizar a análise de rentabilidade e, desta forma, entender qual a previsão de retorno ao longo de um determinado período.


Qual é a função do CAGR?

Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que o cálculo do CAGR (veremos a seguir) não traz a verdadeira taxa de retorno de um investimento.

Como você viu na definição do conceito, parte-se do princípio de uma taxa constante de crescimento e ainda que os lucros gerados fossem sempre investidos novamente ao final de cada ano da análise.

Nem é preciso ser um especialista em mercado financeiro para saber que não existem taxas constantes na realidade. Você pode fazer um investimento e, por exemplo, ter rendimentos de 5%, 10% e 8% em três anos consecutivos.

O cálculo suavizará esses retornos, supondo que o valor médio desse período se repetisse a cada ano.

O principal objetivo é estabelecer uma comparação mais fácil com outras opções de investimentos. Isso porque, com essa premissa constante, ele demonstra qual precisa ser o retorno médio do investimento para obter um determinado resultado.

Qual é a fórmula para calcular o CAGR?

O cálculo do CAGR leva em consideração a seguinte fórmula:

Onde:

VF = Valor Final do investimento
VI = Valor Inicial do investimento
n = número de anos do investimento

De forma simplificada, tudo consiste em dividir o valor final do seu investimento pelo valor inicial e elevá-lo à divisão de um pelo período (em anos). Por fim, basta subtrair 1 do resultado e multiplicar por 100 para encontrar a rentabilidade percentual.

Essa fórmula é apenas para entendimento já que, atualmente, existem diversas formas de encontrar o resultado de maneira automatizada via planilhas e calculadoras.

Exemplo prático e implicações

Para que a fórmula e o conceito fiquem mais claros quanto ao entendimento, vamos a um exemplo.

Suponha que você tenha feito um investimento de R$ 10.000,00 e que, após três anos, o montante tenha atingido o patamar de R$ 13.800,00. Aplicando esses valores na fórmula que vimos anteriormente, você encontraria o resultado de 11,33%.

Isso permite que um analista faça suas avaliações sobre outros investimentos em um comparativo simplificado, já que o retorno é suavizado para 11,33% independente do desempenho diferente em cada ano.

Olhar para outras rentabilidades e tirar conclusões fica mais fácil dessa forma.

Problemas e limitações do CAGR

Como todo cálculo, o CAGR traz uma representação numérica e, portanto, fria de um investimento. Entram aqui apenas números e não aspectos qualitativos, algo que por si só já é uma limitação.

Só que esse ainda não é o maior problema, mas sim a suavização dos retornos que simplesmente ignora muito da realidade, especialmente a volatilidade e inconstância dos investimentos.

Se você pega esse resultado que encontramos do nosso investimento de 11,33% e compara com algum ativo de renda fixa, pode achar muito vantajoso seguir com ele. Só que a conta não aborda a volatilidade e o alto risco dessa opção.

Além disso, em uma comparação de investimento com risco versus renda fixa, incorre-se no erro de considerar uma taxa de retorno passada como constante para o futuro. E, como sabemos, a rentabilidade passada não garante a futura.

De qualquer forma, não deixa de ser mais uma ferramenta de análise para os ativos financeiros. O problema está em usá-la isoladamente, sem considerar também outros fatores na tomada de decisão.

Texto revisado por Marcelo Lima.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados