Open Nav

Cadeia Produtiva

O que é cadeia produtiva?

Cadeia produtiva corresponde a um conjunto de fases operacionais, onde ao longo destas uma matéria-prima é transformada em um produto final.

Estas fases acontecem de maneira consecutiva - são estágios técnicos de produção e distribuição, realizados por diferentes unidades interligadas como uma corrente.

Ou seja, a cadeia produtiva acontece desde a extração e manuseio da matéria-prima até à distribuição do bem aos consumidores.

Serviços de apoio também podem – e devem – ser utilizados ao longo do processo, através de prestadores terceirizados, como assistência técnica de manutenção, controle integrado de pragas e vetores urbanos, auxílio de instituições financeiras, entre outros.  

Cada mercadoria possui a sua particularidade, sendo assim, cabe às empresas responsáveis pelas respectivas partes do processo desenvolver e executar o serviço a seu modo, de acordo com o tipo de produto.

Por exemplo, uma transportadora é totalmente responsável pela espécie de transporte que oferta. Caminhões de pequeno, médio ou grande porte, refrigerados ou não, com motorista X ou Y. O mesmo se dá na natureza (no caso das mineradoras e companhias agrícolas, por exemplo) na fábrica, no ponto de venda etc.


Como funciona cada etapa da cadeia produtiva?

A cadeira produtiva é fracionada em setores específicos de acordo com cada segmento industrial. De modo geral, as principais etapas são divididas entre extração, transformação e distribuição.

Extração de matéria-prima

A disponibilidade de uma matéria original é essencial para que a produção aconteça, portanto, é a primeira etapa.  

É realizada por indústrias extrativas, que possuem o objetivo fornecer os insumos minerais e orgânicos para as indústrias de base ou diretamente para as transformadoras. 

Como as matérias-primas são elementos naturalmente “brutos”, necessitam de extração em grande escala para que se obtenha um retorno significativo. Ou seja, são empregadas máquina de grande porte no processo, como escavadeiras, tratores, entre outros.

Transformação de matéria-prima em produto

Uma vez que o recurso for extraído, este passará pela segunda fase, ou seja, serão refinados para que se tornem aptos a serem utilizados.

Inicialmente o processo é realizado por indústrias de transformação, como metalúrgicas, siderúrgicas e petroquímicas, por exemplo. Por meio desse trabalho que será possível melhorar a qualidade da produção.

Posteriormente, a matéria-prima já refinada será encaminhada paras as indústrias leves e indústrias intermediárias. A primeira será responsável por transformar a matéria-prima em bens de consumo, enquanto a segunda vai fornecer os equipamentos e máquinas presentes em boa parte da cadeia produtiva.

Com o avanço tecnológico, as fábricas tem dado cada vez mais abertura para elementos não humanos no processo produtivo: é a chamada Indústria 4.0. 

Distribuição do produto final

Terceira e última etapa da cadeira produtiva, onde a mercadoria é disponibilizada para os consumidores.

Aqui é necessário investimento com logística, pois todos os custos envolvidos na etapas anteriores podem ser afetados por um transporte ineficiente que danifique ou extravie o produto.

Dependendo do segmento industrial, pode haver apenas uma distribuidora responsável pelo processo, mas quanto maior for o porte da empresa, mais distribuidoras e revendedoras serão contratas para garantir a entrega a nível nacional ou internacional.

Controle de qualidade na cadeia produtiva

Entre essas etapas também podem haver estágios intermediários de controle de qualidade, que garantirão o bom estado do material do início ao fim da cadeia produtiva.

Por exemplo, alguns dos produtos alimentícios processados são de origem animal, como carnes bovinas e pescados. Ou seja, são produtos perecíveis que merecem cuidados especiais no que diz respeito à refrigeração e manipulação direta.

Durante toda a cadeia produtiva, profissionais autorizados avaliarão este produto para que ele não sofra nenhum tipo de contaminação ou alteração sensorial, até que chegue ao consumidor final. 

Neste caso em específico, agências reguladoras vinculadas ao Ministério da Saúde – como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) – poderão inspecionar qualquer parte da cadeia a fim de garantir que as obrigações legais estejam sendo cumpridas.

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados