O que é BRL?

Certamente você já se deparou com a sigla BRL, mas não soube ao certo qual seu verdadeiro significado, não é? Pois bem, na verdade é algo muito simples: essa sigla faz referência ao Real. 

Sim, isso mesmo! BRL nada mais é do que "Real Brasileiro", o tipo de moeda utilizada atualmente em nosso país. Essa sigla representa o código da nossa unidade monetária, enquanto seu símbolo é tido por "R$".


De que maneira o BRL é utilizado?

À primeira vista, a sigla BRL parece até coisa de gringo, como se fosse um código utilizado apenas por estrangeiros para representar o preço de determinado produto ou serviço, em reais.

De que maneira o BRL é utilizado?
À primeira vista, a sigla BRL parece até coisa de gringo, como se fosse um código utilizado apenas por estrangeiros para representar o preço de determinado produto ou serviço, em reais.

Sim, isso pode acontecer - com frequência, até. Mas o BRL não é exclusividade do exterior: também pode ser utilizado em território nacional, simplesmente representando o real.

Aliás, você conhece a história do Real?

Como o BRL surgiu?

Se engana quem pensa que o real foi o último tipo de moeda a ser instituída no Brasil. Na verdade, ele foi o primeiro!

Quando os portugueses colonizaram nossas terras, a moeda vigente do país europeu era o real. Aqui, nós adaptamos essa palavra para o plural, ficando conhecida como "réis". 

No ano de 1580, quando Portugal e Espanha estiveram sujeitos à governança da mesma coroa, a moeda espanhola também deu as caras por aqui. Esta, por sua vez, era chamada de "reales".

Em 1625, após invasão da Holanda em parte do nordeste brasileiro, um novo tipo de moeda foi implantada em algumas regiões. Esta era chamada de "florin". Anos mais tarde, em 1654, a política monetária portuguesa voltou a reinar em todo o Brasil.

Em 1832, a moeda vigente no Brasil se chamava "balastracas" e, após 100 anos, chegamos ao famoso "cruzeiro". Este último sofreu algumas adaptações ao longo do tempo, passando a ser conhecido como "cruzado" e até "novo cruzeiro".

No ano de 1992, o ex-presidente Itamar Franco instituiu o "cruzeiro real". A partir disso, algumas outras mudanças ao longo dos anos nos trouxeram ao sistema monetário utilizado atualmente, o real.

Como funciona o sistema de câmbio entre BRL e outras moedas?

O sistema de câmbio nada mais é do que um sistema de conversão. Portanto, para que o dinheiro possa de fato ter validade e ser utilizado em cada território de origem, precisa passar por essa equivalência de valor.

Como existem diversos sistemas monetários no mundo inteiro, o BRL precisa ser convertido caso vá ser utilizado no exterior. Por exemplo, os R$1.000,00 daqui não são equivalentes ao mesmo valor nos Estados Unidos ou em qualquer outro país, pois poderá variar para mais ou para menos.

Existem diversas casas de câmbio espalhadas pelo Brasil. Através delas, é possível descobrir quanto vale o nosso real em outras moedas e também efetuar essa conversão ali mesmo.

Além disso, diversos canais eletrônicos disponibilizam informações constantes sobre o valor de cada moeda ao redor do mundo. Vale lembrar que os tais valores estão sempre mudando, portanto, é preciso estar atento para não se basear em informações ultrapassadas.

Sabe aquela história "hoje o dólar está em alta" ou "agora está mais barato"? Pois é, se trata justamente disso!

Aliás, você conhece os códigos dos sistemas monetários de outros países? A sigla BRL é equivalente ao nosso real, mas vale conhecer as outras siglas sobre os diferentes tipos de sistemas monetários que existem:

USD - Dólar americano;
EUR - Euro;
GBP - Libra esterlina;
INR - Rúpia indiana;
AUD - Dólar australiano;
CAD - Dólar canadense;
SGD - Dólar cingapurense;
CHF - Franco suíço;
MYR - Ringgit malaio;
JPY - Iene japonês;
CNY - Yuan Renminb chinês.

Termo do dia

Informe de Rendimentos

O que é o Informe de Rendimentos? O informe de rendimentos é um dos documentos necessários para fazer a Declaração do Imposto de Renda. Ele nada…