Open Nav Logo Mais Retorno

Big Four

O que é o Big Four?

Big Four é o nome dado a um grupo específico de empresas líderes globais no segmento onde atuam - nesse caso particular, na prestação de serviços de auditoria e consultoria contábeis. O termo "Big Four  Accounting Firms " surgiu ainda na década de 1990, visto que o seleto grupo anteriormente era composto por mais companhias e, em anos anteriores, já recebera até a alcunha de "The Big Eight" (As Oito Grandes, em tradução livre para a Língua Portuguesa). 

Atualmente, as empresas que compõem o Big Four são: as londrinas Ernst & Young (EY) e PricewaterhouseCoopers (PWC), além da estadunidense Deloitte Touche Tohmatsu (conhecida apenas como Deloitte) e a holandesa KPMG. Toda s elas dominam hoje o mercado de auditoria externa, sendo que se somássemos as receitas da quinta e da sexta maior empresa no ramo (a BDO e a Grant Thornton) não seria suficiente para equivaler sequer ao faturamento da menor empresa entre as Big Four (a KPMG).

Além das consultorias e auditorias, essas empresas se especializaram também análises fiscais e tributárias. Mas por que diversas organizações ao redor do mundo se preocupam em contratá-las? O que elas fazem que justifica as somas volumosas recebidas na contraprestação de seus serviços, superando por vezes a casa dos milhões de dólares? 

A verdade é que a contratação delas auxilia os clientes em dois pontos. Primeiro, no desenvolvimento de um plano estratégico complexo e bastante competitivo, especialmente nos períodos de estruturação do negócio ou até mesmo de reestruturação interna, sem falar nas transações maiores como aquisições, fusões e cisões. Para tanto, os consultores se valem da análise profissional dos processos já existentes e da utilização de seus conhecimentos para emitir orientações, especialmente no que tange à gestão de riscos.

Segundo, uma Big Four é contratada com o intuito de conferir um maior grau de credibilidade e segurança aos seus relatórios contábeis: esses dois atributos são de caráter essencial para se atrair novos investimentos do mercado e conquistar a confiança por parte dos investidores, concorda? Por isso o envolvimento de uma Big Four no processo acaba por se transformar em uma espécie de "atestado de qualidade" do resultado final.

A seguir, vamos nos debruçar um pouco mais sobre cada uma das componentes do Big Four. O que faz delas tão relevantes para o mercado a ponto de dominá-lo? 


Quais são as empresas que integram o Big Four?

Como você já sabe, o Big é composto pelas 4 seguintes companhias: a Deloitte Touche Tohmatsu, a Ernst & Young (EY), a KPMG e a PricewaterhouseCoopers (PWC) . 

Deloitte

A primeira de nossa lista é também a maior empresa de consultoria em contabilidade do mundo. Presente em mais de 150 países, a Deloitte foi fundada em Londres no ano de 1885, pelo contador William Welch Deloitte. Por ser tão antiga, a história de ascensão da Deloitte atravessa revoluções industriais distintas, mostrando como a sua capacidade de se adaptar aos diversos contextos econômicos para servir aos seus clientes a torna um marco para a própria criação da função de auditor independente no mundo.

Ernst & Young (EY)

Resultado da fusão de duas outras companhias, Ernst & Whinney e Arthur Young & Co, a EY é bem mais recente do que a Deloitte: em verdade, 104 anos separam um evento do outro (a EY foi fundada apenas em 1989). O diferencial dela emerge justamente da cultura organizacional construída nas duas companhias que a formaram, essencialmente focadas na gestão eficiente de pessoas.

KPMG

Fundada ainda em 1987, a KPMG, assim como as outras empresas citadas nesta lista, se especializou em prestar serviços globais: a sua capacidade de integrar operações a nível mundial, facilitando o processo para instituições multinacionais e para governos, é ímpar - sendo igualada apenas por suas "companheiras" de Big Four. 

PricewaterhouseCoopers (PWC)

Assim como a EY, a PWC também "nasceu" do processo de fusão de outras duas empresas do ramo contábil: as londrinas Price Waterhouse e Coopers & Lybrand - o que originou esse nome supersimples (só que não). As operações da empresa estão concentradas na América e na Europa, cada uma correspondendo a 42% e 34% respectivamente dos serviços prestados. Além disso, outro fato impressionante da PWC é que, das 500 organizações listadas na Fortune 500, ao menos 420 compõem a sua carteira de clientes. 

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados