Última modificação em 18 de dezembro de 2020

O que é Balanço Sintético?

O balanço sintético, ou balanço patrimonial sintético, é uma das formas possíveis de uma empresa apresentar seu balanço financeiro.

Como você já deve supor, o nome “sintético” evidencia a principal característica desse tipo de balanço patrimonial feito por muitas empresas.

Ao contrário do balanço analítico, esse expõe os resultados de forma abreviada, contendo em si apenas algumas das principais informações referentes à movimentação financeira de uma empresa.

Isso, contudo, não significa que são excluídas informações do balanço patrimonial. Aliás, isso sequer pode acontecer, uma vez que o balanço patrimonial tem justamente a função de apresentar o resultado de todas as movimentações financeiras de uma empresa.

No balanço sintético, portanto, são exibidos os mesmos resultados que o são no balanço analítico. O que os diferencia é o fato de no primeiro não haver o detalhamento de algumas informações, ao passo que isso não ocorre no segundo.

Desse modo, ao analisar um balanço sintético temos acesso aos mesmos resultados que teríamos analisando o analítico, porém de maneira mais simplificada.

Como é um Balanço Sintético?

Se lhe pareceu contraditório, ou no mínimo estranho, o fato de o balanço sintético apresentar os mesmos resultados do analítico enxugando informações, nós iremos esclarecer isso com um breve exemplo.

Provavelmente você já deve ter visto um documento em pdf com o balanço patrimonial de uma empresa, certo?

Em especial, se você já pesquisou sobre análise fundamentalista de ações, já deve ter se deparado com aqueles demonstrativos com tabelas repletas de linhas detalhando cada parte que compõe o ativo e o passivo de uma instituição.

O que acontece no caso de um balanço sintético é que esses mínimos detalhes são suprimidos do documento.

Assim, o que você encontrará será pouco ou nenhum detalhe sobre quais são as linhas que formam aquele resultado de passivo total e ativo total.

A seguir, um exemplo de como pode ser feito um balanço sintético. Note que esse é um modo de como pode aparecer esse balanço, e não como ele é ou deve ser em todos os casos para todas as instituições:

ATIVO TOTAL ---------------------------------------------------------------------------------- 740000
ATIVO CIRCULANTE ---------------------------------------------------------------- 700000
ATIVO PERMANENTE --------------------------------------------------------------- 40000
PASSIVO CIRCULANTE E EXIGÍVEL A LONGO PRAZO ---------------------------- 580000

Como pode ser observado através desse exemplo, não há omissão do resultado do ativo e do passivo da instituição XYZ. Apenas foram omitidas as linhas que detalham esses resultados, o que não muda o fato de o total do ativo, por exemplo, ser 740000 unidades monetárias.

Por que usar o Balanço Sintético?

Podemos avaliar o uso do balanço sintético sob dois pontos de vistas distintos. Um é o da empresa e o outro é o do investidor.

Do ponto de vista da empresa, recorrer ao balanço sintético pode ser vantajoso para apresentar seus resultados a clientes ou a instituições financeiras, por exemplo. Ele tem a função de resumir as informações para um tipo de público que não precisa lidar com o gerenciamento da empresa.

Esse tipo de balanço, contudo, não deve ser apresentado aos investidores. A esses são relevantes as informações mais detalhadas, para que não haja acusação de omissão, por exemplo, ou outros tipos de problemas.

Mas se para investidores é importante saber mais detalhes sobre o balanço da empresa, por que o balanço sintético é interessante do ponto de vista do investidor?

Bem, para quem está começando a aprender sobre investimento em ações é interessante analisar balanços financeiros.

Contudo, o detalhamento de ativo e passivo pode, muitas vezes, confundir o investidor inexperiente ou aquele que ainda está aprendendo a analisar uma empresa.

Sendo assim, o balanço sintético é interessante para o investidor novato, que ainda está aprendendo, pois é uma forma didática de compreender o balanço patrimonial.

Depois do contato com o balanço sintético e familiarização com nomes como passivo e ativo, torna-se natural partir para a análise de um balanço analítico.

Termo do dia

Capital Estrangeiro

O que é Capital Estrangeiro? Capital Estrangeiro é, de acordo com a definição legal, aquele que corresponde a produtos, máquinas e equipamentos que entram no Brasil…