De novo, não vejo outra forma de iniciar esse texto sem fazer um paralelo com o futebol. Afinal lá existe um arbitro.

O arbitro é o responsável por resolver conflitos. No fim é dele a palavra final. A arbitragem faz com que os dois times obedeçam a apenas uma pessoa, o arbitro.

Em finanças também é preciso existir alguém para resolver conflitos.

Calma, aqui ninguém briga. O conflito a que me refiro é uma falta de consenso entre as duas partes básicas de uma operação financeira (comprador e vendedor).

Vamos verificar como isso acontece.

Por isso, continue lendo para saber mais sobre:

  1. O que é arbitragem de investimentos
  2. Por que ela existe e sua importância
  3. Principais estratégias de arbitragem

O que é Arbitragem de Investimentos

Falei que um árbitro é responsável por resolver impasses e aqui não é diferente. No entanto no nosso caso, como tratamos de dinheiro, arbitragem é feita de modo a resolver conflitos de preços.

Esse conflito é a diferença de preços, que advém de diferentes percepções entre um comprador de um ativo e o vendedor desse mesmo ativo.

E isso é feito até mesmo em situações do seu dia a dia.

Imagine que exista alguém vendendo um carro por R$ 50.000,00 e outra pessoa querendo comprar o carro do mesmo modelo e aceite pagar por ele até R$ 55.000,00.

O comprador e o vendedor não se conhecem, mas existe uma pessoa que conhece ambos e poderia intermediar essa negociação.

Tirando toda a história de camaradagem que esse intermediador poderia fazer por apenas apresentar ambos, essa pessoa poderia simplesmente comprar o carro por R$ 50.000,00 e o vender em seguida por R$ 55.000,00, ganhando R$ 5.000,00 sem muito esforço.

Claro, numa hipótese simplória onde não houvessem custos de transação como taxas de transferência, emissão de documento, etc…

No exemplo eu citei a parte da camaradagem que nos impede de fazer simplesmente isso, mas no mundo das finanças não existe camaradagem.

Por aqui é bem aquele papo de que “dinheiro não aceita desaforo”.

Então nos mercados isso pode ocorrer facilmente. Não existe amizade! Até porque geralmente as operações são feitas anonimamente entre os participantes.

Caso você possa comprar uma ação por R$ 1 e a vender por R$ 2 quase no mesmo tempo, você o fará com um grande sorriso no rosto.

É justamente isso que é arbitragem: atuar sobre diferenças de preços de um mesmo ativo e ganhar com isso.

Trata-se de uma operação em que o arbitrador só aproveita a falta de conhecimento e informações entre os compradores e vendedores, ou existência de dois mercados diferentes para o mesmo ativo, para angariar ganhos com isso.

Trazendo para um mundo mais factível imagine a ação da Petrobrás que é negociada aqui e também nos EUA.

Tirando a diferenças de moedas, elas deveriam ter os mesmos preços, certo? Mas nem sempre é assim, pois são mercados diferentes.

É aí que o arbitrador atua.

Ele atua nos dois mercados buscando inconsistências de preços que não tenham fundamento e tira seus lucros dessa diferença.

Mas por que existe essa disparidade?

Por que a Arbitragem existe

Vamos voltar um pouco e falar sobre um pressuposto (forte) sobre os mercados financeiros.

O pressuposto diz que os mercados são eficientes e, portanto, não se pode haver diferenças de preços.

Lembre-se que um preço sobe ou cai conforme sua oferta e demanda. Se existe muitas pessoas querendo comprar o ativo, o preço dele tende a subir, caso contrário, o preço tende a cair.

A arbitragem existe para resolver impasses de preços.

A importância dela está justamente em manter os mercados funcionando de forma eficiente (tal como o árbitro de futebol).

Caso exista diferença de preços, arbitradores vão atuar e, assim, os preços tendem a se igualar com o passar do tempo.

Imagine uma ação que é negociada por R$ 1,00 em um mercado e por R$2,00 em algum outro. Os arbitradores, naturalmente, irão atuar comprando as ações por R$1,00 e depois as vendendo por R$ 2,00.

Haverá, portanto, pressão de compra em um mercado (onde a ação é negociada por R$ 1,00) e de venda no outro (onde a ação é negociada por R$ 2,00).

O primeiro preço tende a subir e o segundo tende a cair até o momento em que os mercados encontrarão um novo equilíbrio em algum preço no meio dos dois (entre R$1,00 e R$ 2,00) e passarão a ter o mesmo patamar de preço.

Daí em diante a arbitragem não fará mais sentido, uma vez que os preços já convergiram para um mesmo valor.

Pode-se perceber que a arbitragem atua para equilibrar os mercados a encontrar um preço mais justo e por isso é essencial para garantir o bom funcionamento dos mercados.

Principais estratégias de Arbitragem

Principais estratégias de Arbitragem

Existem algumas formas bem comuns de atuar arbitrando os mercados. Veja a seguir as principais delas:

Long & Short:

Você já viu um pouco da estratégia de long & short quando falamos desse tipo de fundo aqui. Esses fundos atuam de forma comprada (long) e vendida (short) ao mesmo tempo.

Assim, a estratégia long & short busca identificar essas assimetrias de preços e atuar comprado (naqueles ativos que estão baratos) e vendidos (nos respectivos ativos que estiverem caros), ganhando a diferença entre os preços.

Operações estruturadas:

Uma operação estruturada é uma operação que combina dois ou mais ativos e derivativos. Assim, é possível operar diferença entre preços de um ativo e o seu derivativo que o mercado estiver oferecendo.

Por exemplo, você investe em Ibovespa e ao mesmo tempo compra uma opção de venda de Ibovespa. Dessa forma você poderia estar comprado em um determinado patamar de Ibovespa e vendido em um patamar mais baixo.

É uma forma de arbitrar já que você ganhará a diferença entre o preço de compra e o preço de venda, de qualquer forma.

As estratégias de arbitragem mais comuns envolvem:

  • Classes de ações (ordinárias e preferenciais);
  • Diferenças entre o preço de ativos e derivativos (como nos contratos futuros x mercado à vista);
  • Mercados ou bolsas segregadas (como a B3 x NYSE)

Conclusão

A arbitragem é um método de resolver impasses de preços que o mercado esteja ofertando.

A arbitragem ajuda os mercados a operarem de forma eficiente, já que após ser feita, o mercado tende a encontrar o preço justo de equilíbrio.

Algumas estratégias de arbitragem são com operações estruturadas e long & short.

E você, já fez algum tipo de arbitragem? Se acha que faltou alguma forma de arbitrar no mercado financeiro ou ficou com alguma dúvida, comente abaixo!

Compartilhe esse conteúdo com mais investidores que você deseja ajudar a conquistar Mais Retorno através de arbitragem:

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais:

O que é arbitragem de investimentos e como ela funciona
4.9 (97.5%) 8 votos