As palavras “banco” e “corretora” são muito comuns para você, né? Mas você já ouviu falar em uma instituição que se chama “financeira”? Elas são empresas de investimento menores e, por isso, menos conhecidas, mas que oferecem boas opções para você aplicar seu dinheiro e ganhar mais.

Como as financeiras são menores, conseguem oferecer uma rentabilidade mais alta em suas aplicações. Na maioria dos casos, os investidores gostam muito de investir em financeiras pela rentabilidade ligada à segurança. Spoiler: esses investimentos também são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

No post de hoje, o Yubb, seu buscador de investimentos gratuito e online, está aqui no blog do Mais Retorno para te apresentar dois tipos de aplicações que são oferecidas por financeiras. Chegou a hora de conhecer a Letra de Câmbio (LC) e o Recibo de Depósito Bancário (RDB)!

O que é uma financeira?

Antes de entrarmos nos investimentos, é importante esclarecer o que é uma financeira e como ela funciona.

Financeira é uma empresa/instituição de investimentos, assim como bancos e corretoras. Como o nome já entrega, o objetivo dessa instituição é oferecer financiamentos. Enquanto, em uma ponta, ela oferece empréstimos pessoais e financiamentos de bens, na outra, ela oferece investimentos para pessoas físicas.

Assim como os bancos, elas são fiscalizadas e regulamentadas pelo Banco Central (BC) e tem o direito de emitir investimentos, ou seja, elas podem “fabricar” algumas opções para o mercado. Diferente dos bancos, seus produtos são mais restritos: as financeiras só podem oferecer LCs e RDBs, dois títulos em renda fixa (que vamos falar mais para baixo!) e não oferecem conta corrente, caderneta de poupança e outros tipos de investimento.

As funções de uma financeira costumam ser bem específicas, ou seja, suas operações são atribuídas a um único setor (normalmente de bens duráveis). Ao investir nessa empresa, o seu dinheiro que chega na financeira será destinado a esse setor específico – existe financeira que só financia caminhões, outra que só financia a indústria têxtil e assim por diante.

Como na maioria dos investimentos em renda fixa, ao aplicar em LCs e RDBs, você está “emprestando” o seu dinheiro para a financeira. A empresa te paga uma remuneração (rendimento) por você ter feito esse empréstimo. E, durante o período da aplicação, ela usa esse valor para financiar o setor pelo qual ela é especializada.

Por serem instituições bem menores que os bancos e bem mais específicas, elas oferecem rentabilidades maiores nos investimentos. Isso acontece porque, nos grandes bancos, há uma grande demanda de investidores que querem aplicar o dinheiro e, como esses bancos já têm uma grande gama de produtos e clientes, não sentem necessidade de aumentar a rentabilidade.

No caso das financeiras, é de total interesse que elas aumentem a rentabilidade de seus (poucos) produtos para captar mais clientes e, automaticamente, captar mais recursos para suas operações de financiamento e crédito.

Mas vale lembrar que isso não é sinônimo de desconfiança! Muitas pessoas têm medo de investir em instituições menores. Uma frase que nós ouvimos muito no Yubb: “Se a empresa está oferecendo uma rentabilidade tão alta é porque está falindo!”. E isso não é verdade!

As financeiras, por exemplo, costumam oferecer ótimos investimentos simplesmente para captar mais clientes. Como eles são garantidos pelo FGC (até R$ 250 mil por CPF e por instituição), você pode ficar despreocupado quanto à segurança do seu dinheiro.

Investimento das financeiras

Como já te dissemos ali em cima, as financeiras são autorizadas a emitir e distribuir LCs e RDBs, títulos em renda fixa que unem segurança e rentabilidade. Eles são bem parecidos, mas existem algumas diferenças. Conheça os dois abaixo:

1. Letra de Câmbio (LC)

Diferente do que o nome diz, a LC não tem absolutamente nenhuma relação com “câmbio” no sentido de “moeda estrangeira” como dólar, euro, entre outras. Não vai se confundir, hein! Investir em câmbio (dólar, euro e etc) é 100% diferente de investir em uma Letra de Câmbio.

Já dissemos ali em cima, mas vale lembrar que ela é garantida pelo FGC, ou seja, é uma aplicação muito segura. Além disso, a LC é um investimento bastante versátil:

  • Existem opções a partir de R$ 1 mil até R$ 100 mil ou mais.
  • Pode ser prefixada (rendimento predefinido por uma % ao ano) ou pós-fixada (rendimento definido de acordo com uma % de algum indexador).
  • É mais comum encontrar com liquidez no vencimento (resgate só no final do período), mas também pode ser liquidez diária (resgate a qualquer momento).
  • É tributada pelo Imposto de Renda, mas, por ter uma rentabilidade alta, pode valer mais a pena do que os investimentos não-tributados.

Para emitir uma LC, a financeira precisa de lastro. De maneira prática, isso significa que é necessário ter uma operação de crédito aberta para que a empresa consiga “fabricar” esse investimento.

2. Recibo de Depósito Bancário (RDB)

Esse nome te lembra alguma coisa? A palavra “RDB” lembra muito “CDB” e não é uma coincidência! O RDB está para as financeiras como o CDB está para os bancos. Em muitos aspectos, são investimentos bem parecidos.

Assim como a LC, o RDB também é garantido pelo FGC e é uma opção muito versátil para todos os tipos de bolsos:

  • Existem opções a partir de R$ 1 mil até R$ 100 mil ou mais.
  • Pode ser prefixado ou pós-fixado.
  • A liquidez é sempre no final do período, ou seja, no vencimento.
  • É tributado pelo IR

Diferente da LC, a financeira NÃO precisa ter lastro para emitir um RDB. É a melhor opção para a empresa captar recurso, já que podem emiti-lo quando quiser e para qualquer tipo de operação. Esse é o principal motivo por que ele é conhecido como “O CDB das financeiras”: os bancos também não precisam de lastro para emitir CDBs.

E qual é o melhor? Como você deve ter percebido, são investimentos muito parecidos e, na maioria das vezes, emitidos pelas mesmas instituições. Nesse caso, vale escolher a maior rentabilidade na empresa que mais te interessa 😉

Você já conhecia os investimentos das financeiras? Gostou mais da LC ou do RDB? Conte tudo aqui embaixo nos comentários!


Débora Duarte
Débora é produtora de conteúdo no Yubb e formada em jornalismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Bernardo Pascowitch
Bernardo é fundador e CEO do Yubb, buscador de investimentos totalmente gratuito para qualquer pessoa encontrar opções para aplicar melhor seu dinheiro. Bernardo é formado em direito pela Universidade de São Paulo (USP).

Compartilhe esse conteúdo com mais investidores que você deseja ajudar a conquistar Mais Retorno:

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais:

Conheça os investimentos das financeiras: LC e RDB
5 (100%) 1 voto

Importante: As opiniões contidas nesse artigo são do autor do texto e não necessariamente refletem a opinião do Mais Retorno.