O que é Buy and Hold?

Buy and Hold (ou comprar e manter, em tradução livre) é uma estratégia aplicada por muitos investidores pelo globo. Nesta estratégia, os investidores compram ações e permanecem com elas sem um período pré-definido para as vender.

Ou seja, estamos falando de investidores que seguem uma estratégia bem diferente daqueles que fazem trades diariamente ou em períodos menores e que possuem limites apertados para ganhos e perdas.

Aqueles que buscam investir pela filosofia do Buy and Hold, geralmente estudam muito bem através da análise fundamentalista as empresas que podem ser investidas, levando em consideração diversos números do seu histórico financeiro. A partir dai, é possível determinar se a companhia é boa ou não.

Após realizar esses estudos, o investidor poderá decidir se compra ou não uma empresa e também se continua com ela no futuro ou não.

Diversos investidores famosos seguem esse método de investimento, entre eles o famoso Warren Buffett, um dos homens mais ricos do planeta.

Temos também um vídeo exclusivo sobre este tema, é só clicar aqui:

Vantagens do Buy And Hold

Em grande parte, quando investimos visando períodos longos como mais de 5 anos ou até períodos superiores aos 10 anos, a possibilidade de lucrar com investimentos é mais alta.

Principalmente quando o alvo de nossas compras são bons ativos negociados em bolsa de valores. No curto prazo, a bolsa pode sofrer muitas oscilações de alta e baixa.

Desse modo, para quem investe visando o curto prazo, comprar um ativo que pode cair no dia seguinte é algo corriqueiro e que pode preocupar.

Mas para as pessoas que aplicam o Buy and Hold como estratégia principal, as quedas do mercado não inspiram tantos cuidados ou preocupações.

Inclusive, para esses investidores que visam o longo prazo, o acompanhamento do mercado é de certa forma diferente.

Quando você investe em ações visando o longo prazo, não existe a preocupação de os acompanhar constantemente.

Na verdade, o investidor pode simplesmente comprar essas ações e as deixar em sua carteira na corretora, só dando uma olhando quando os dividendos caírem em sua conta. Além, obviamente, de acompanhar as informações da empresa para saber se ela continua sendo um negócio promissor e sustentável.

Uma das formas de lucrar com o Buy and Hold, sem haver necessidade de vender as ações, é por meio dos dividendos.

Quando estamos com uma carteira de ações, elas podem distribuir parte de seus lucros aos acionistas de tempos em tempos.

Esses pagamentos são corriqueiros e acontecem em períodos distintos. Ou seja, uma empresa pode pagar em janeiro e outra pode fazer um pagamento único em fevereiro e assim por diante.

Com esses recursos oriundos das distribuições, o investidor pode investir em outros ativos ou até em mais ações das mesmas empresas, aumentando a participação nelas e consequentemente o volume de dividendos que receberá delas.

Portanto, ao iniciar uma estratégia Buy and Hold, a tendência natural caso a empresa seja boa, é que ela continue aumentando seus lucros e, desse modo, as distribuições comecem aumentar também.

Administração ativa X Administração passiva

Aqueles que escolhem seguir o Buy and Hold, como estratégias em seu portfólio acabam optando, naturalmente, por uma administração passiva de seus investimentos.

Existe no mercado, uma discussão relacionada à qual seria a melhor opção: gestão ativa ou passiva?

Os argumentos a favor da gestão passiva estão fundamentados em alguns pontos, que dentre eles podemos destacar:

O benefício fiscal de manter aplicações a longo prazo em ações ao invés de vender e comprar constantemente;

Custo menor, pois quando você não opera constantemente, existe uma tendência natural de contar com despesas com taxas menores;

A volatilidade dos ativos pode lhe render lucros em operações de sucesso, mas em caso de operações malsucedidas o que vai lhe sobrar é prejuízo. Existem críticas a respeito de tais resultados, que mostram que a gestão passiva acaba obtendo melhores resultados dentro de períodos mais longos.